vitórias

Você vai se emocionar com as vitórias destas cinco mães

Yahisbel Adames
May 16, 2017

As mães Sheila, Marya e Gabriela com seus filhos


 

Não é raro encontrar na Change.org abaixo-assinados de mães lutando para vencer obstáculos impostos na vida de seus amados filhos.

Estas corajosas e incansáveis mulheres servem de inspiração para que cada vez mais pessoas acreditem na força da plataforma e na capacidade de alcançarem vitórias nas suas mobilizações.  

Pensando nisso, a Change.org decidiu homenagear estas heroínas, relembrando suas vitórias marcantes ocorridas nos últimos anos. Confira a seguir:

Mães, boa parte das vezes, precisam ser muitas mulheres em uma só, vivendo jornadas duplas sem nenhum tipo de apoio. O que Marya não imaginava é que, além de exercer seu papel como mãe, ela também precisaria enfrentar o desafio de se tornar professora de seu filho Davi, um garoto autista de 8 anos.

Durante três anos, enquanto esperava por uma mediadora prometida pela Prefeitura do Rio de Janeiro, ela acompanhou Davi dentro da sala de aula. “Na época era uma rotina bem estressante, difícil de lidar. Tive que deixar meu trabalho porque não conseguia conciliar as duas coisas, e fiquei sozinha cuidando do Davi, o que se tornou meu afazer principal“, desabafa Marya.

Foi ao conhecer a história da Sheila e do Pedrinho (veja abaixo) que essa mãe decidiu dar um basta à sua situação, escrevendo um abaixo-assinado na Change.org para conseguir matricular seu filho em uma escola que atendesse suas necessidades.

Após a pressão de 39 mil apoiadores, a Secretaria de Educação do Rio de Janeiro garantiu a vaga de Davi em uma escola com sala especial, na qual cada criança possui um auxiliar pessoal. Para Marya, a petição fez toda a diferença por chamar a atenção das pessoas para o problema da falta de acompanhamento na rede de ensino para crianças especiais. “Não sou só eu e meu filho, mas sim inúmeras mulheres que mal estão preparadas para serem mães e acabam tendo essa dupla função, tentando dar sempre seu melhor”, diz Marya.

Assim como Marya, a Sheila lutava, em 2015, para conseguir uma vaga para seu filho Pedrinho em uma escola municipal do Rio de Janeiro.

Essas duas mulheres batalhadoras se conheceram porque seus filhos faziam fonoaudióloga no mesmo lugar, e a história de Sheila acabou inspirando Marya a seguir pelo mesmo caminho e escrever um abaixo-assinado.

Pedrinho, na época com 8 anos, é portador da síndrome de Cornélia de Lange e precisa de uma atenção diferenciada em sua educação – algo que as escolas exigiam que Sheila pagasse com seu próprio dinheiro. Porém, após conseguir mais de 23 mil assinaturas em seu abaixo-assinado, a história de Sheila mudou: ela conseguiu que seu filho finalmente iniciasse seus estudos. “Sou só uma mãe que luta pelos direitos do filho e o Pedrinho é uma criança maravilhosa que merece esse respeito e seus direitos preservados”, relatou Sheila.

 

O pequeno Benyamin tem Síndrome de Down e nasceu com um problema grave: um orifício entre os dois ventrículos do coração.

Preocupada com seu filho, que precisava urgente de uma cirurgia para corrigir a situação, Gabriela fez um abaixo-assinado para pedir que o Hospital Dante Pazzanese, em São Paulo, finalmente colocasse Beny na fila cirúrgica.

Naquele então, o menino tinha apenas um ano de idade e passava por diversas dificuldades na saúde, como falta de ar e sinusite.

Graças à pressão de mais de 250 mil apoiadores, Gabriela conseguiu que o Hospital atendesse seu pedido: a cirurgia de Beny foi um sucesso e a família pôde respirar aliviada. “A petição foi realmente uma surpresa. Eu criei, obtive as primeiras assinaturas e acabei me ocupando com as demandas do Beny, cada vez mais urgentes. De repente, quando vi, eram milhares de apoios, inclusive com centenas de mensagens lindas. É emocionante”, agradeceu Gabriela.

Durante mais de um ano, Andrea esperou por uma resposta da prefeitura de Novo Hamburgo em relação à cirurgia para a catarata nos olhos de seu filho Miguel, um menino autista que, na época, tinha apenas 6 anos.

Cansada de ouvir da Secretaria de Saúde da cidade que ela “precisava esperar mais”, esta mãe decidiu escrever um abaixo-assinado para reforçar seu pedido de ajuda.

Não é fácil para mim como mãe ouvir isso, ainda mais quando meu filho me diz: não estou conseguindo enxergar“, desabafou Andrea em sua petição.

Mais de 130 mil apoiadores colaboraram para que Andrea pudesse melhorar a vida de Miguel: a prefeitura da cidade atendeu o caso, repassando-o para o governo estadual, e o garoto conseguiu realizar a cirurgia em Porto Alegre poucos meses depois de passar pelos atendimentos e consultas iniciais.

Quando fiz esse abaixo assinado depositei nele todas as minhas esperanças, e graças a Deus e o apoio de vocês, nós obtivemos sucesso! Quando o Miguel crescer quero contar pra ele tudo isso, e quero que ele aprenda o quanto é bom ajudar os outro“, disse Andrea ao declarar sua vitória.


Moradora de São José do Rio Preto, Luciana foi outra mãe que enfrentou contratempos com a rede de ensino.

No ano passado, sua filha Lorena, de 3 anos, era aluna da Creche Formosa, que corria o risco de fechar porque a prefeitura da cidade não queria renovar o contrato de convênio com a instituição particular responsável pela infraestrutura da unidade.

Inconformada com o descaso e por confiar na qualidade de ensino da creche, Luciana decidiu fazer um abaixo-assinado na Change.org para confrontar o governo municipal.

Não deixe nossos filhos serem punidos pela Prefeitura, que poderia achar outras saídas para a crise“, declarou Luciana, relatando ainda que, se a creche fechasse, mais de 170 crianças ficariam sem acesso à educação.

A petição reuniu mais de 60 mil assinaturas, e, por meio das doações de alguns apoiadores, esta mãe conseguiu seu objetivo de manter aberta a creche que sua filha tanto gostava.