Decision Maker

Prefeitura de São Paulo

São Paulo é a maior metrópole da América Latina, com mais de 11 milhões de habitantes servidos pela estrutura liderada hoje por João Dória (PSDB). Nesta página, você pode dar sugestões para a cidade ou pedir para ele resolver o seu problema.


Does Prefeitura de São Paulo have the power to decide or influence something you want to change? Start a petition to this decision maker.Start a petition
Petitioning Desembargador Sérgio Rui (Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ/SP))

Mantenha a lei que proíbe o "foie gras" em São Paulo

Após mobilização da SVB, Luisa Mell e outras organizações e celebridades, e atendendo ao clamor popular e a princípios de legalidade e constitucionalidade, no dia 25 de junho de 2015 o Prefeito Fernando Haddad sancionou o projeto de lei que proibirá o comércio de foie gras e de artigos de vestuário feitos com peles de animais, criando a Lei Municipal Nº 16.222, dando 45 dias para a entrada em vigor da proibição (saiba aqui como tudo aconteceu). Porém, no dia 14 de julho, 26 dias antes da entrada em vigor, a Associação Nacional de Restaurantes (ANR), determinada a continuar a vender esta iguaria da crueldade, conseguiu a suspensão temporária da lei no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ/SP). O "foie gras" ("fígado gordo", em francês) é uma iguaria feita a partir do fígado hipertrofiado de gansos e patos que são criados e mortos com requintes de crueldade. Os animais usados para produzir foie gras são submetidos a uma alimentação hipercalórica, forçada mecanicamente através de um tubo enfiado goela abaixo - fazendo o seu fígado crescer até 10 vezes mais do que o normal. Por ser tão cruel, o foie gras já foi proibido em 15 outros países, incluindo Israel, Alemanha, Noruega, Reino Unido, Argentina e Índia. A produção e venda de foie gras implicam claramente em maus tratos contra animais perante a legislação brasileira, e configuram interesse local e possibilidade de complemento municipal da legislação federal e estadual de proteção ambiental. A lei é constitucional e precisa ser mantida.    Se o Tribunal de Justiça não mantiver a proibição, patos e gansos continuarão sendo maltratados e mortos todos os dias após ser excessivamente alimentados à força através de tubos enfiados goela abaixo. Se isso fosse feito com um cachorro para inchar seu fígado, a prática já estaria proibida há muito tempo! Da mesma forma, não podemos permitir que isso continue sendo feito com patos e gansos - apenas para atender a um luxo desnecessário e cruel de clientes ricos de algumas poucas dezenas de restaurantes em São Paulo. A extração de peles de animais, cujo produto também será proibido pela lei, é igualmente - ou mais - repulsiva e cruel, incluindo procedimentos de eletrocussão anal e esfolamento de animais vivos. A produção e o comércio de peles de animais também já são proibidos em diversos países. Siga essa campanha no Facebook:www.facebook.com/sociedadevegetarianabrasileira- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -Esta petição é uma iniciativa da Sociedade Vegetariana Brasileira em parceria com o Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal.

Mônica Buava, com a Sociedade Vegetariana Brasileira
107,810 supporters
Victory
Petitioning Empresas de Segurança, Centro de Controle de Zoonoses de SP, Câmara de Vereadores de São Paulo, Prefeitura de São Paulo, Secretária-adjunta de Comunicação da Prefeitura de SP, Leila Suwwan, Secretá...

Não permitam o sacrifício de 500 cães de guarda em São Paulo! #SalvemOsCachorros

Sou defensora dos animais e soube que cerca de 500 cães de guarda devem ser sacrificados em São Paulo, depois que foi aprovada uma lei proibindo empresas de segurança de utilizar cachorros. Não podemos permitir que estes animais morram! Quem afirmou que os cães serão mortos é o presidente do Sindicato das Empresas de Segurança Privada, João Palhuca. Asssine e divulgue meu abaixo-assinado para exigir que ele mude de ideia! Senhor Palhuca, convença as empresas de segurança a doar os cachorros! Em geral, cães de guarda são animais obedientes e treinados. Eles vão ter uma vida melhor se forem encaminhados para adoção. São Paulo só tem a ganhar ao tratar bem seus bichos. Existem leis - como a Lei Federal de Crimes Ambientais e outras em São Paulo - que proíbem o sacrifício de animais. Portanto o que está sendo proposto pelo Sindicato de Empresas de Segurança Privada é ilegal. A lei que proíbe empresas de segurança de explorar cães ainda precisa ser sancionada pelo prefeito Haddad, e ela é positiva para os animais. O que não pode ocorrer é a medida proposta pelas empresas de segurança, de matar os cachorros. Não podemos aceitar este massacre! Eles não podem ser descartados!

ELLEN AQUINO
123,020 supporters
Petitioning Prefeitura de São Paulo

Prefeito João Dória os animais abandonados precisam que a Prefeitura também olhe por eles!

Prefeito João Dória, assim como milhões de cidadãos, não apenas Paulistanos, mas de todas as regiões do País, estou muito satisfeito com sua gestão, e torço para que continue assim até o final, porém um gravíssimo problema que infelizmente não costuma receber a atenção merecida, me preocupa demais, que é o descaso com que as autoridades tratam os animais abandonados, de rua. Independente de ser um apaixonado pelos animais, penso que é obrigação de todos os homens de bem e principalmente das autoridades, criar soluções para melhorar a vida desses animais abandonados, vejo em sua gestão, profissional e competente, a chance de fazermos algo nesse sentido, acredite, todos os protetores de cada canto desse País gostaria de fazer muito mais, porém sem o apoio das autoridades como a Prefeitura, não conseguimos ir muito longe, estamos lotados de animais, sem recursos e muito tristes por não vermos uma luz no final do túnel.  Prefeito João Dória, por favor, nos ajude a dar uma vida digna para todos os animais da nossa cidade. Minha intenção é criar um pequeno grupo de simpatizantes a causa para nos reunirmos com o senhor e juntos somarmos força, trocarmos ideias, buscando juntos soluções para esse grave problema. Agradeço desde já e aguardo ansioso pelo seu retorno.  Alexandre Costa

Alexandre Costa
73,189 supporters
Victory
Petitioning Grupo Doria

Contra o fechamento das Farmácias nas UBS e AMAS

O prefeito de São Paulo, João Doria, e o secretário da saúde, Dr. Wilson Pollara, fizeram um pronunciamento sobre um programa de distribuição de medicamentos na rede privada como forma de capilarizar o acesso de remédios à população. O prefeito e o secretário estudam acabar com o fornecimento de remédios nas farmácias das UBS e das AMAS (postos de saúde) da cidade. São Paulo conta com cerca de 900 postos de saúde espalhados por quase todos o bairros, e milhares de pessoas recebem atendimento médico toda semana. Assine e divulgue este abaixo-assinado para pedir ao prefeito Doria: Não feche as farmácias nas UBS e nas AMAS! A população que precisa dos remédios vai sofrer com isso! A proposta afeta diretamente os empregos dos profissionais que atualmente compõe as equipes nas UBS e AMAS: Técnicos em Farmácia e Farmacêuticos. A presença desses profissionais é de suma importância para a população que depende das UBS e das AMAS, pois eles trabalham com equipes multiprofissionais desenvolvendo ações em saúde que visem a melhora na qualidade de vida de todos os usuários. Clique aqui para assistir ao vídeo do pronunciamento do secretário e do prefeito. http://www.redebrasilatual.com.br/saude/2017/01/populacao-mais-pobre-sera-prejudicada-com-o-fechamento-das-farmacias-dos-postos-de-saude  

Técnicos em Farmácia de São Paulo
72,881 supporters
Victory
Petitioning Fernando Haddad, Prefeito de São Paulo

Dê um lar para os cachorros do campo que foram desapropriados!

Este abaixo-assinado torna-se necessário para pedir colaboração da sociedade no sentido de ajudar os nove animais que viviam no Campo Augostinho Vieira e Clube Oswaldo Brandão/Criança Esperança. Alguns deles já viviam lá há mais de 10 anos e foram expulsos e desapropriados de seus lares pelas obras do Hospital da Brasilândia, realizadas pela Prefeitura de São Paulo.  Eles estão na rua desorientados e propensos à acidentes e maus-tratos. Prefeitura de São Paulo: Dê um lar para os cachorros do campo que foram desapropriados!

Isis Oliveira
66,948 supporters
Petitioning Aquário de São Paulo

Devolva os ursos polares a seu habitat natural

Vergonhosamente, o Aquário de São Paulo resolveu manter em cativeiro um casal de ursos polares vindos direto da Rússia. Os responsáveis pelo aquário alegam que eles vieram de um zoológico na cidade russa de Kazan, mas, segundo especialistas, o espaço não era grande o suficiente para seu desenvolvimento adequado. Ora, se não havia espaço em um cativeiro, por que transferir para outro? Por que não devolvê-los a seu habitat natural? É notável que animais que vivem em cativeiro têm sua qualidade de vida reduzida, causando problemas como tristeza extrema e depressão. Por que colocá-los presos? Que crime cometeram? Cadeia para animais inocentes? Não! Eles não podem servir como objeto para divertir pessoas. Não queremos que esses ursos terminem como o urso Arturo, preso na Argentina, cheio de doenças nas articulações por conta do espaço reduzido a qual foi submetido e, principalmente, que não morra de depressão por estar fora de seu habitat. Agora eu pergunto: Você já viu relatos de ursos tristes em seu habitat natural? Ou que termine como o urso Taco, no Zoológico do Chile.  Já está provado que ursos polares não resistem ao cativeiro. Liberdade aos ursos polares do Aquário de São Paulo!

Marcela Silva
56,266 supporters
Petitioning Prefeito de São Paulo, João Dória, CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), Secretário municipal de Transportes, Sérgio Avelleda, Subprefeito da Capela do Socorro, Secretária-adjunta de Comunicaçã...

Não queremos mais nenhuma morte na Av. Presidente João Goulart!

"Ele não pode ser mais um número. Vamos nos unir e pedir providências para que mais nenhuma vida seja perdida". Patrícia Queiroz é uma mãe que não quer se calar. "Dia 10/04 acabou a vida de meu filho. E iniciou o drama de minha família. Na avenida Presidente João Goulart, esquina com a Rua Filomena Fiusa de Oliveira, meu filho encontrou um ônibus, numa via onde ônibus não deveria passar. Esse ônibus passou por cima do peito dele e matou meu filho.  O veículo de placa EFV ****, da empresa MobiBrasil (UNIBRASIL), estava sendo conduzido por um motorista que estava de folga do serviço e foi chamado para levar o veículo para o ponto final CENTRO/SESC (675M). Conforme B.O.da Polícia Civil de SP, fora do itinerário comum da linha, afirmando que estava como reservado, porém não estava como reservado em fotos tiradas no local. O ônibus invadiu a contra mão e pegou meu filho, que estava de bicicleta. Vale ressaltar que essa avenida foi recapeada recentemente, e não havia lombadas, faixa de pedestres, e nenhuma sinalização, falta até mesmo calçadas para o pedestre.  A empresa de ônibus não prestou nenhuma solidariedade.  O Gustavo foi um menino amado demais, primeiro filho, neto.....Um menino cheio de amigos, era o cara que dava bons conselhos, colocava os amigos para cima, sempre ria, o bom humor era sua marca. Não tinha vergonha de dizer EU TE AMO, para ninguém. Completou 20 anos em 06/04/2016 viveu apenas 4 dias dessa idade linda e cheia de realizações. Domingo foi dia das mães, o pior de minha vida. Esse é um pedido de socorro de ajuda !!!!!!!!! Precisamos de  faixa de pedestres, sinalização,  calçadas para o pedestre e semáforos nos cruzamentos perigosos. Para os motorista de ônibus, que seja obrigatório treinamento e capacitação e que os veículos tenham controle de velocidade. Esse é o pedido de uma mãe, que não pode mais esperar, que  quer providências para que mais nenhuma vida seja perdida".

Carla Moraes
50,108 supporters
Closed
Petitioning Fernando Haddad, Prefeito de São Paulo

Permita a venda de livros usados na Avenida Paulista aos domingos!

Olá, meu nome é Maurício, moro em São Paulo e sou professor de história da arte e cultura. Por muitos anos tive um sebo na Rua Augusta, e acredito que a cultura e a educação são muito importantes para melhorar a vida das pessoas. Com a Avenida Paulista aberta às pessoas aos domingos, tentei vender meus livros no local, como um incentivo à cultura. Porém, fui barrado pela fiscalização da Polícia Militar. Já que a avenida é aberta para as pessoas, também deveria ser aberta para a cultura. Fiz este abaixo-assinado para pedir ao prefeito Fernando Haddad que autorize a venda de livros na Av. Paulista aos domingos. A venda de artesanato já é autorizada, então, sob os mesmos moldes, também poderiam ser vendidos os livros usados. A lei hoje equipara a venda de livros, que são cultura e conhecimento, a DVDs piratas. Porém, livros são diferentes. Eles são uma chance de oferecer educação para as pessoas por um valor acessível. É uma oportunidade de tornar a Avenida Paulista um lugar ainda mais engrandecedor. Assine e compartilhe meu abaixo-assinado em nome da educação!  Será um benefício tanto para os trabalhadores, como para os pedestres. Vamos tornar São Paulo uma cidade cada vez mais das pessoas!

Maurício Eloy
31,310 supporters
Petitioning Prefeitura de São Paulo, Prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, Superintendente da CET-SP, Ronaldo Tonobohn, Secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto

Faça uma ciclovia da avenida Henrique Schaumann até a avenida Brasil

POR FAVOR, façam uma ciclovia segura saindo da avenida Sumaré (que já existe), passando pela Avenida Henrique Schaumann até o final da Avenida Brasil, na cidade de São Paulo.Eu passo pela avenida Henrique Schaumann todos os dias de bicicleta e vejo o quão perigoso é andar pela avenida ou calçada, principalmente para iniciantes. O tráfego é intenso e perigoso.Com uma ciclovia até a avenida Brasil, vamos dar segurança para os ciclistas, evitar acidente, incentivar o uso da bicicleta, diminuir o trânsito e aumentar a qualidade de vida da população.Imaginem que avanço: ter uma ciclovia ligando a Avenida Sumaré até o Parque do Ibirapuera pela avenida Henrique Schaumann e av. Brasil. (: vamos lá pessoal! Assinem e compartilhem!

Catherine Magnani
22,876 supporters
Petitioning Subprefeitura da Sé e Região, Prefeitura de São Paulo

Instalação de lixeiras no vão livre do MASP

O vão livre do Museu de Arte de São Paulo (MASP) é um lugar muito frequentado pelas pessoas na cidade de SP. Onde tem pessoas, existe a produção de lixo. O grande porém é que não existe quase nenhum lixo no espaço do vão, apenas um localizado em baixo do MASP, e relativamente "longe" de onde as pessoas fumam, bebem, comem e produzem seu lixo. A questão é, porque um lugar frequentado por tantas pessoas diariamente não tem nenhum lixo? O lugar não é tão sujo graças ao constante e incrível trabalho dos lixeiros, porém com recipientes adequados para armazenar o lixo, o trabalho deles ficaria MUITO mais fácil. Desenvolvo um projeto de sustentabilidade chamado Não Existe Bituca em SP, onde trabalho com a conscientização ambiental para reduzir os impactos na natureza da bituca de cigarro, principalmente na cidade de São Paulo, que produz aprox. 34 milhões de bitucas diariamente. Só no MASP, em um mutirão de limpeza, coletamos 60 mil bitucas (30 garrafas PET de 2L). É sujeira DEMAIS! E com certeza a presença de lixos iria ajudar a reduzir esse enorme número. E quanto custa para prefeitura instalar LIXOS? Não seria do interesse do projeto "cidade linda" que todos estão falando? Instalar lixos e reeducar a população ou ficar dependendo do trabalho dos lixeiros?  Não sei se todos tem essa mesma preocupação que eu tenho, mas como eu disse, acho um absurdo não ter lixos mais acessíveis no MASP, um lugar tão frequentado e importante. Por um cidade mais limpa :)  EDIT: Muito obrigado por todo o apoio pessoal ! Gostaria de convidar todos para curtirem a página do projeto no facebook (Não Existe Bituca em SP), assim fica mais fácil acompanhar as novidades e ajuda bastante no crescimento e desenvolvimento do projeto!

Lucas Brito
19,755 supporters
Entregue a cadeira de rodas da Maithê! Ela tem sofrido sérios regressos físicos!

A paciente Maithe com diagnóstico de Síndrome de Rett vem sendo assistida pelo SUS em suas necessidades em diversas unidades, recebeu cadeira de banho, órteses e cadeira de rodas adaptada pela entidade referência no tratamento, a AACD. Desde 2014, a criança vem realizando tratamentos de fisioterapia, equoterapia e terapia ocupacional em várias unidades de saúde. Maithe é tratada no Núcleo Integrado de Reabilitação (NIR) Arthur Alvim, no setor de fisioterapia, e na Santa Casa. Durante 3 vezes por semana, a criança também foi inserida na “Clínica Escola” em universidade para realizar Equoterapia, no Cenha. A criança recebeu alta do tratamento e foi inserida em fila de espera para o tratamento por apresentar critérios de inclusão. Por possuir características de autismo, Maithe também passou pelo CAPSi (Centro de Atendimento Psicossocial), que possui a especialidade de TO, porém a paciente não continuou no serviço. Durante as primeiras sessões de fisioterapia em setembro de 2014, foi providenciada a solicitação de OPM (cadeira de rodas, cadeira de banho e órteses suropodálicas) para auxiliar a prevenir evolução de deformidades. As OPM’s foram concedidas cadeira de banho (concha), par se órteses suropodálicas e Cadeira de Rodas - Adaptada pela AACD. Neste período, a criança ganhou uma cadeira adaptada de doação e faz uso dela desde então. Em janeiro de 2015, chegou a cadeira de rodas adaptada, de acordo com os critérios médicos que a paciente necessita. A adaptação foi realizada com os profissionais da AACD e com a equipe médica que acompanha a Maithé, considerando as características motoras ainda presentes na paciente. A cadeira solicitada foi entregue, mas a mãe não considerava mais necessário o tipo/modelo de cadeira e não aceitou a entrega. O SUS integrou as avaliações por onde Maithé passou para oferecer a cadeira que se adaptasse às necessidades de saúde que a paciente necessita, cumprindo critérios médicos e da AACD. O SUS também orienta a família a realizar estímulos domiciliares como parte do tratamento, critério que a cadeira adaptada oferecida também permite cumprir.

10 months ago
Atendimento Integral no Hospital Veterinário Público de São Paulo/Capital

A Secretaria Municipal de Saúde informa que o Hospital Veterinário realiza, em média, 40 cirurgias diariamente. Em alguns dias, chega a passar de 50 procedimentos entre cirurgias ortopédicas, oftálmicas, odontológicas e cirurgias gerais. Em casos de emergência, a unidade realiza em média 15 cirurgias em animas por dia. O Hospital Veterinário trabalha simultaneamente com três centros cirúrgicos na unidade do Tatuapé, zona Leste, e dois centros cirúrgicos na unidade Parada Inglesa, zona Norte. Ambos funcionam de forma ininterrupta das 07h às 19h. Todos os animais que dão entrada no Hospital Veterinário passam pela recepção onde retiram senha de atendimento numérico. O prontuário do paciente é encaminhado diretamente para o setor competente para tratamento específico do animal internado (ortopedia, clínica médica, etc) e então ele é atendido por um Médico Veterinário especialista. Conforme avaliação do Médico Veterinário, são solicitados exames laboratoriais e exames de imagem (RX, Ultrassom) necessários para confirmação do diagnóstico. Os casos identificados como de tratamento cirúrgico são agendados conforme disponibilidade de vagas em agenda e o tratamento necessário para o paciente enquanto aguarda o dia da cirurgia é prescrito. São encaminhados para realização de cirurgias em centros veterinários particulares somente casos que demandem tratamento cirúrgico em prazo inferior ao disponível nas agendas ou procedimentos cirúrgicos específicos que não são realizados em nosso Hospital.

1 year ago