O Pantanal importa! Precisamos acabar com as queimadas!

O Pantanal importa! Precisamos acabar com as queimadas!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.500.000!
Com 1.500.000 assinaturas, esta petição se torna uma das mais assinadas na Change.org!
Gabriel Adami criou este abaixo-assinado para pressionar Joaquim Pereira Leite (Ministro do Meio Ambiente) e

Espanha - França

O Pantanal pede socorro! Desde o início de 2020, um dos mais importantes biomas do mundo, santuário da biodiversidade, está queimando. Fauna e flora estão sendo devastadas! Já são mais de 4 milhões de hectares de mata destruídos pelo fogo nos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Não podemos fechar os olhos para esta que é a maior tragédia ambiental em décadas no Pantanal. Um desastre sem precedentes, nunca tiveram queimadas como essas. Foram mais de 7 mil focos de incêndio apenas em 2020, números que não diminuíram em 2021 e 2022, o que ocasionou um agravamento do problema.

Mais de 90% dos incêndios são provocados pelo homem, apenas 3,5% de toda a região tem unidades de conservação para garantir proteção e, somente em 2020, 11 mil hectares foram desmatados para dar lugar ao crescimento do agronegócio na região.

Em meio a uma das maiores secas da História, o rio Paraguai atingiu o pior nível em 50 anos e mais de 68% das áreas alagadas foram perdidas! Até mesmo a reprodução de peixes ficou ameaçada e a expectativa não é de melhora! As queimadas destruíram aproximadamente 30% de todo o Pantanal em 2020.

Em 2021, os Ministérios Públicos de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul apontaram que a maior parte (60%) das queimadas no bioma, que resultaram em "impactos incalculáveis à biodiversidade, à saúde humana e à economia", têm como principal hipótese ligação com atividades agropastoris.

No ano de 2022, até 15 de julho, foram registrados 655 focos de calor e 111.150 hectares queimados no Pantanal. Em comparação ao mesmo período do ano passado, foram registrados 634 focos de calor e 89.550 hectares de área queimada. Diante desse cenário, o governo de Mato Grosso do Sul decretou estado de emergência em 14 cidades do estado.

A junção da seca com outros fatores, como o aumento do desmatamento, os incêndios causados pela ação humana e a diminuição da fiscalização geraram essa calamidade que presenciamos. Além disso, a degradação da Amazônia também interfere no que está acontecendo no Pantanal. Pois com o aumento do desmatamento lá, o fenômeno dos “rios voadores” têm sido afetados, diminuindo as chuvas e aumentando as secas na região central e sudeste do País. 

Os danos dessa situação catastrófica são inumeráveis. Muitos animais, como jacarés, macacos, cobras, antas e tatus, morreram carbonizados por causa dos incêndios. Os especialistas já contam com redução de espécies. Contabiliza-se que os incêndios destruíram cerca de 4 milhões de hectares, que equivale a 26% do bioma - uma área maior que a Bélgica - foi consumida pelo fogo. Cerca de 4,6 bilhões de animais foram afetados e ao menos 10 milhões morreram pelas queimadas no bioma. Ou seja, trata-se de uma ampla destruição da biodiversidade do Pantanal.

O mundo vive hoje um cenário ambiental sem precedentes. O Brasil não se exclui disso, com sua política bárbara de proteção à maior planície alagada do mundo e à própria Amazônia. A queimada anual é cíclica, mas, cada vez mais, se eleva, até consumir toda a parte que restou! Enfrentamos secas todos os anos e esse problema só se agrava ano após ano, precisamos de uma solução de uma vez por todas. 

Ajude, assinando este abaixo-assinado para que possamos ter visibilidade nacional e da própria cúpula executiva. Onde estão eles? ASSINE JÁ!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.500.000!
Com 1.500.000 assinaturas, esta petição se torna uma das mais assinadas na Change.org!