Erfolg

Libertem os navios de resgate!

Diese Petition war mit 55.893 Unterstützer*innen erfolgreich!


DE / EN / ES / IT / NL / PT

#freetheships #freeAlanKurdi #freeAitaMari

O Ministério Italiano dos Transportes bloqueou os navios de resgate civil ALAN KURDI e AITA MARI no porto Italiano de Palermo. Estes dois navios resgataram recentemente 193 pessoas.

A 5 de maio, a guarda costeira Italiana realizou uma inspeção (controlo portuário) a bordo do ALAN KURDI, e proibiu a saída do navio do porto. As autoridades Alemãs, país a que corresponde a bandeira do navio, discordam das preocupações de segurança dos seus colegas Italianos. Uma porta-voz afirmou: "Do ponto de vista da administração Alemã, as irregularidades identificadas pelas autoridades Italianas não traduzem nenhuma falha de segurança séria".

O bloqueio do navio de resgate põe também em risco a missão de resgate planeada para Junho e, portanto, põe em risco vidas humanas!

A guarda costeira Italiana inspecionou o navio AITA MARI, da organização espanhola Salvamento Marítimo Humanitario (SMH), a 6 de maio e posteriormente bloqueou o navio de resgate.

As preocupações de segurança Italianas são particularmente grotescas se recordarmos que Itália, em Abril, deixou 146 pessoas resgatadas a bordo do ALAN KURDI durante doze dias, antes de poderem ser transferidas para um navio maior. As pessoas resgatadas a bordo do AITA MARI também tiveram que esperar por um porto seguro durante vários dias.

Além disso, apenas os navios de resgate civil são tão severamente atacados pelas autoridades Italianas. Em Abril, o navio de mercadorias MV MARINA também procedeu a um resgate e foi autorizado a atracar num porto da Sicília em apenas alguns dias. E ao contrário dos navios ALAN KURDI e AITA MARI, o navio mercante foi autorizado a partir imediatamente, sem nenhuma inspeção técnica e sem quarentena. Isso mostra que as autoridades Italianas estão deliberada e decididamente a bloquear navios de resgate civil!

É tempo de finalmente pôr um fim à política de portos fechados iniciada sob orientação do então Ministro do Interior Salvini. Os agentes humanitários de resgate no mar não devem ser parados, devem sim ser apoiados. Enquanto nenhum navio de resgate puder sair do porto, vidas humanas estarão em risco todos os dias. O acordo de Malta, sobre a distribuição das pessoas resgatadas no mar, precisa ser renovado rápida e permanentemente. Os estados membros da União Europeia não podem mais ficar indiferentes enquanto Itália e Malta, sozinhos, lidam com o acolhimento destas pessoas.

Pedimos, portanto, ao governo Italiano que termine imediatamente o bloqueio dos navios ALAN KURDI e AITA MARI, e que apoie este trabalho humanitário.

Apelamos ao Ministro Federal Alemão dos Negócios Estrangeiros, Heiko Maas, para que interceda pela libertação dos navios de resgate ALAN KURDI e AITA MARI.

Apelamos ao Ministro Federal Alemão do Interior, Horst Seehofer, para que apoie Itália e Malta e que desenvolva um esforço colectivo na distribuição justa dentro da União Europeia das pessoas resgatadas no mar Mediterrâneo.



Heute: Gorden Isler, Lena Meurer, Axel Pasligh, Sophie Weidenhiller verlässt sich auf Sie

Gorden Isler, Lena Meurer, Axel Pasligh, Sophie Weidenhiller benötigt Ihre Hilfe zur Petition „German Government: Libertem os navios de resgate!”. Jetzt machen Sie Gorden Isler, Lena Meurer, Axel Pasligh, Sophie Weidenhiller und 55.892 Unterstützer*innen mit.