PETIZIONE CHIUSA

Witnesses not Accomplices - POR

Questa petizione aveva 16.149 sostenitori


ENG     ITA     FRA    SPA

VIDEO

      No dia 20 de novembro de 1989 foi aprovada pela Assembleia Geral em Nova York a Convenção da ONU sobre os Direitos da Criança.
Ratificada por 196 Estados, acaba por ser, hoje, a Convenção com o maior número de adesões.

Todos os estados se comprometeram a reconhecer o direito das crianças a ser ouvidas, não ser discriminadas, o direito a ser protegidas, o direito à vida, à sobrevivência, ao desenvolvimento, ao nome, a identidade, juntamente com muitos outros direitos importantes que fazem, ou deveriam fazer o nosso mundo civilizado.

A Convenção com o artigo 43 criou o Comité sobre os Direitos das Crianças, que tem a tarefa de examinar os progressos alcançados na protecção da infância em todos os estados que ratificaram a Convenção.
O Comité é composto por dezoito expertos de grande perfil humano e profissional que são eleitos pela Assembleia, em escrutínio secreto.

O Comité é a principal autoridade do mundo sobre o tema dos direitos das crianças.
No dia 2 de outubro de 2015, o Comité da ONU apresentou o seu relatório periódico sobre o estado dos direitos das crianças no Brasil.

No documento lê-se que o Comité está seriamente preocupado com a violência exercida pela polícia brasileira contra os meninos de rua e crianças que vivem nas favelas.
O Comité relata um grande número de execuções sumárias de crianças por policiais militares e policiais civis.

Denunciando tortura e desaparecimentos de crianças durante as operações militares pelas forças de segurança, particularmente nas favelas.

O vice-presidente da Comissão dos Direitos das Crianças, Renate Winter, disse que a violência contra as crianças está concentrada no Rio de Janeiro, onde ele está sendo uma verdadeira operação de limpeza na próxima Olimpíada.

Nos dias de 5 a 21 de agosto se desenvolverá no Rio de Janeiro a trigésima primeira edição dos Jogos Olímpicos e é por apresentar ao mundo uma cidade sem problemas que os meninos de rua desaparecem ou são mortos pela polícia.

Os Jogos Olímpicos são um símbolo de universalidade e de fraternidade, são uma oportunidade para promover os valores de solidariedade e cooperação entre os povos.
Não podemos fingir que eles são normais Jogos Olímpicos, não podemos permanecer em silêncio.

Não haverá nem cúmplices nem espectadores passivos destas atrocidades.
Os Jogos Olímpicos, entre os espectadores pagantes, os direitos televisivos, as iniciativas de marketing, as licenças de construção, infra-estrutura, moverão um volume de negócios de dezenas de bilhões de dólares

Nos voltamos para o secretário-geral das Nações Unidas Ban Ki-moon, porqué seja fiador para o projeto - Testemunhas não Cúmplices - que prevê que os 3% de cada transação, para estes Jogos Olímpicos, seja destinado aos meninos de rua através as inúmeras associações que lidam com os meninos de rua.

Si não teremos sucesso em alcançar este objectivo até 31 de julho, pediremos aos nossos atletas, as nossas organizações desportivas, aos nossos líderes para boicotar os Jogos Olímpicos, e iremos lutar para não participar, a não ser espectadores de uma hipocrisia inaceitável.

Nós pensamos a um programa baseado em três pontos.
1. Assina a petição e compartilhá-a com todos os seus amigos, mas não pare hoje, você deve continuar até 31 de Julho.
2. Contata jornalistas, atletas, políticos, celebridades que podem tornar-se, com você, testemunhas deste projecto.
Envie-nos um vídeo ou colocá-lo si mesmo e nos envie o link, onde o personagem que você tem envolvido declare juntar-se a campanha "Testemunhas não Cúmplices".
3. Torna-se um ativista desta campanha.
Subscreve este canal e as nossas social network e diga nos o que você está fazendo.
Se você não é parte do problema, torna-se a solução.

Eu não vou ser cúmplice, mas uma testemunha.



Oggi: girolamo conta su di te

girolamo coffari ha bisogno del tuo aiuto con la petizione "Ban Ki-moon: Witnesses not Accomplices - POR". Unisciti con girolamo ed 16.148 sostenitori più oggi.