Decision Maker

Câmara dos Deputados


Does Câmara dos Deputados have the power to decide or influence something you want to change? Start a petition to this decision maker.Start a petition
Petitioning Congresso Nacional, Deputado Rodrigo Maia, Deputado Pedro Cunha Lima, Sr. Abraham Weintraub, Ministério Público Federal, Senador Randolfe Rodrigues, Paulo Pimenta, Associação Nacional dos Dirigente...

Em defesa das Universidades Públicas Brasileiras

As Universidades Federais estão sob forte ataque do governo. As Universidades Públicas brasileiras são responsáveis pela quase totalidade, por mais de 90% de toda a pesquisa científica que se faz no país em todas as áreas: da filosofia à medicina, das artes às engenharias. Não há instituição que tenha contribuído de modo equivalente para o progresso do país. As universidades são os grandes produtores de conhecimento e, portanto, responsáveis por grande parte de nosso crescimento econômico ao longo de nossa história. Mais ainda, elas estão atreladas ao processo de democratização do país. Não há país democrático e soberano sem a universalização do conhecimento. Nossas Universidades têm um compromisso inquestionável com a construção de um Brasil mais justo, mais humano, mais livre e mais igualitário. E do equilíbrio entre liberdade e igualdade depende a democracia. As universidades são ainda mais vitais em uma sociedade do conhecimento, isto é, em que o conhecimento é o grande motor da economia.  Não podemos dizer que essa atitude do governo, de cortar sem justificativa 30% dos orçamentos já aprovados das Universidades, seja surpresa. Afinal, desde o início, e mesmo durante a campanha, o governo Bolsonaro tem demonstrado uma forte visão anti-intelectualista, contrária à ciência e à cultura, à democracia. Eleger a Universidade como grande inimiga não é, portanto, algo inesperado. O ataque do governo teve início com o corte do orçamento de três universidades: Universidade Federal da Bahia, a Universidade de Brasília e a Universidade Federal Fluminense. O governo se utilizou de dois argumentos falsos, mentirosos.  O primeiro, que nossas Universidades possuem um rendimento insatisfatório, o que é desmentido por vários instrumentos de avaliação de desempenho, inclusive do próprio governo. O segundo, que elas são espaço de balbúrdia, ou seja, eles querem impor o seu código moral, quando não foram eleitos para isso. Ora, quem verdadeiramente frequenta as universidades sabe que elas são lugares de estudo, pesquisa, trabalho. Há evidentemente espaço para a crítica social e mesmo para a irreverência, dimensões importantes da vida democrática. Porque os cortes, se restrito à três Universidades, caracterizariam perseguição e portanto improbidade administrativa, o governo recuou atirando e universalizou a medida, estendendo-a a todas as Universidades Federais, bem como aos Institutos Federais O Sistema Federal de Universidades é um patrimônio da sociedade brasileira. Ele precisa ser defendido, de todas as maneiras possíveis. Assim, considere assinar e compartilhar. Não vamos deixar que esse governo acabe com as nossas universidades e institutos federais. Afinal, ele teve a maioria dos votos, mas não representa a maioria dos eleitores. O destino de nossa democracia passa pelo destino de nossas Universidades.  Vamos lutar por elas. Vamos pressionar o Congresso Nacinal para que, conosco, ponhamos um fim a este ataque brutal que é absolutamente contrário aos interesses da sociedade brasileira.  

Daniel Peres
1,621,986 supporters
Petitioning Ministério da Saúde, Anvisa , Câmara dos Deputados, Senado Federal, (SIC) - Ministério da Saúde, Departamento de Ouvidoria Geral do SUS, Gilberto Magalhães Occhi, ministro da Saúde, Assessoria de C...

Queremos mais medicações no SUS para controlar a dor crônica! Tenho fibromialgia e preciso

Sou portador de uma doença chamada fibromialgia, a mesma que ficou famosa há pouco tempo quando Lady Gaga cancelou sua apresentação no Rock in Rio por também ter a doença. As dores são horríveis e incapacitantes, porém não existe nenhum exame específico para o diagnóstico, fato que gera muito preconceito inclusive entre profissionais da saúde. Para controlar a dor são usados analgésicos comuns, opióides, alguns antidepressivos, um relaxante muscular específico e alguns anticonvulsivos. Todos esses remédios são muito caros! Na rede básica, o SUS conta apenas com os analgésicos simples e um único antidepressivo com efeito sobre a dor crônica (amitriptilina), além de um programa de tratamento de dores crônicas com medicações de alto custo que conta com 3 opióides (codeina, morfina e metadona) e um anticonvulsivante (gabapentina). Essas são as opções para quem vive com dores crônicas. Outras opções, muito mais caras, precisam ser compradas e nem todo mundo tem a renda da Lady Gaga. Por isso solicitamos a inclusão no programa de alto custo para dor crônica as seguintes medicações: duloxetina, venlafaxina, pregabalina e ciclobenzaprina. Além disso, solicitamos também a liberação, por parte da ANVISA, do medicamento importado derivado da cannabis chamado SATIVEZ, com posterior inclusão deste na lista do referido programa de alto custo para dor crônica. Dor crônica é algo serio, incapacitante e que gera preconceitos. Aumenta os índices de ansiedade e depressão, além de aumentar o risco de suicídio. É um drama negligenciado pelas famílias, sociedade, profissionais de saúde, serviços de saúde e entidades governamentais. Entendemos que a atenção farmacêutica faz parte do SUS e que segundo as leis que regem o SUS, 1) o atendimento deve ser universal, independente de qualquer coisa, como renda, por exemplo; e 2) a atenção deve ser equitativa, ou seja, atender "igualmente", porém de acordo com a necessidade e as especificidades de cada um, independente do custo ou do local do tratamento disponível. Assine a petição e junte-se a essa luta!

Angelo Bonateli Neto
45,265 supporters