Petition update

#NãoAoFeminicídio! 100 Vozes Ativas e Altivas!

Marcelo Holanda
Brasília, Brazil

Mar 21, 2016 — Querid@s,
Que alegria receber a notícia de que chegamos a 100 assinaturas.
Isso demonstra que não sou o único a me preocupar com a violência de gênero, com o feminicídio, mas tod@s vocês que subscrevem esta petição.
100 Vozes Ativas e Altivas!
Estou agradecido demais!
Em tempo, trago uma atualização, que demonstra que Louise - em respeito a ela, seus familiares e na conjuntura de preservar outras vidas -, está tendo seu fato levado a sério, como deve ser!
Dia 15/3/2016, professor@s da UnB redigiram uma carta aberta, endereçada à Administração Superior da Universidade, requerendo medidas eficazes para evitar novos casos de violência de gênero e seus desdobramentos nos campi da universidade.
Várias sugestões foram pautadas, dentre elas a abertura da discussão do tema em todos os cursos oferecidos pela UnB.
Acreditam os e as docentes, assim como nós, que é por meio da conscientização que a violência de gênero pode ruir, atingindo-se a sua causa, e não, apenas, resolvendo seus efeitos.
Afinal, quando se corta o caule de uma erva daninha, ela ressurge, mas quando se mata a raiz, essa planta não mais pode existir.
A planta a ser destruída é essa da violência de gênero.
E, dessa vez, não haverá mais corte no caule do problema.
A nossa intenção é forte: #NãoAoFeminicídio


Keep fighting for people power!

Politicians and rich CEOs shouldn't make all the decisions. Today we ask you to help keep Change.org free and independent. Our job as a public benefit company is to help petitions like this one fight back and get heard. If everyone who saw this chipped in monthly we'd secure Change.org's future today. Help us hold the powerful to account. Can you spare a minute to become a member today?

I'll power Change with $5 monthlyPayment method

Discussion

Please enter a comment.

We were unable to post your comment. Please try again.