Torcedores brasileiros na Copa devem ser punidos por humilhar publicamente mulheres russas

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 150.000!


RU / EN

O vídeo acima tem sido motivo de intenso debate por autoridades públicas do Brasil, pela imprensa, por celebridades, ativistas, jornalistas e pessoas da mídia. Neste vídeo, uma mulher russa é cercada por torcedores brasileiros de futebol, que gritam "buceta rosa" e outras palavras obscenas e ofensivas, referindo-se às mulheres russas.

A imprensa começou a identificar os homens no vídeo. A maioria deles são ou foram funcionários públicos no Brasil.

Abaixo estão os nomes dos brasileiros que aparecem neste vídeo! Nós pedimos, em nome de todas as brasileiras e russas que se importam com as mulheres, que haja punição contra estes abusadores!

- Diego Valença Jatobá, advogado e político de Pernambuco, já foi condenado por não pagar pensão alimentícia à sua ex-mulher. A Ordem dos Advogados do Brasil em sua subsede de Pernambuco (OAB-PE) repudiou o comportamento de Jatobá e determinou uma investigação contra ele. "A preconceituosa atitude é causa de vergonha para todos nós, brasileiros, e vai na contramão do atual contexto de luta contra a desigualdade de gênero", disse a entidade.

- Tenente Eduardo Nunes, da Polícia Militar de Santa Catarina. Ele deve responder a um processo assim que retornar ao batalhão, diz a PM catarinense.

- Luciano Gil Mendes Coelho, ex- Secretário de Saúde e Educação no estado do Piauí. Ele já foi preso em uma ação da Polícia Federal, em 2015, em uma investigação sobre um suposto esquema de desvio de dinheiro público.

- Mais dois brasileiros foram identificados recentemente pela imprensa: Josué Silveira e o jornalista Leonardo da Silva Junior.

Além deste vídeo, circulam mais dois outros em que homens brasileiros humilham e ofendem mulheres e crianças russas com palavras obscenas. Em um deles, foi identificado Felipe Wilson, que trabalhava como supervisor de voo da LATAM Linhas Aéreas, no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Ele foi demitido da LATAM após o episódio.

As leis da Rússia definem várias formas de punir pessoas que humilharam publicamente a dignidade e a honra da garota do vídeo, além das outras situações de ofensas públicas a todas as mulheres russas.

Estes turistas podem ser responsabilizados por ofender, insultar e humilhar uma cidadã russa com implicação de uma multa de até 3 mil rublos!

Pedimos que a polícia russa considere tanto a petição quanto os relatos na imprensa como uma declaração de que estas ofensas aconteceram e estão provadas, em acordo com o que diz o Código da Federação Russa sobre Ofensas Administrativas.

Além disso tudo, acreditamos que os cidadãos estrangeiros no vídeo deveriam pedir desculpas publicamente para a garota ofendida e todas as mulheres da Rússia por sexismo, desrespeito às leis da Federação Russa, desrespeito às mulheres russas, insultos e humilhação da dignidade e da honra de todas as mulheres por conta de seu gênero.



Hoje: Алена está contando com você!

Алена Попова precisa do seu apoio na petição «Torcedores brasileiros na Copa devem ser punidos por humilhar publicamente mulheres russas». Junte-se agora a Алена e mais 86.093 apoiadores.