Mais Ciclovias - Piracicaba/SP

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 2.500!


MANIFESTO - à infraestrutura cicloviária de Piracicaba/SP

Chegou a hora de priorizar os meios de transportes sustentáveis em nossa cidade!

Esse é um movimento de amigas e amigos que se uniram para fazer de Piracicaba uma cidade parceira da bicicleta e, consequentemente, mais agradável, sustentável e segura para toda a população. Fazer com que os elos mais frágeis da cadeia da mobilidade, pedestres e ciclistas, sejam finalmente priorizados.

Panorama
Piracicaba tem menos de 12 km de ciclovias e ciclofaixas na malha viária, tendo, entretanto, potencial de ter mais de 100km de infraestrutura cicloviária. Nossa população é de aproximadamente 404.142[1] habitantes e uma frota de veículos de 306.582, resultando em uma taxa de motorização de 0,61 veículo por habitante[2], sem contar as motocicletas.

Considerando a situação atual quanto ao aquecimento global, priorizar somente o automóvel nos levará a um desenvolvimento insustentável, portanto, pensar uma cidade inclusiva e que permita outros meios de locomoção menos nocivos ao meio ambiente, como é o caso das bicicletas, é promover uma cidade mais saudável e equilibrada. Caso nada seja feito por uma mobilidade mais sustentável, Piracicaba estará destinada a se tornar mais congestionada, poluída, barulhenta e com muitos acidentes de trânsito.

Assim sendo, é preciso que a nossa cidade ofereça segurança e confiabilidade para motivar aqueles que transitam pelas ruas de forma sustentável, seja caminhando ou pedalando.

Covid-19
Por conta do cenário que estamos vivendo, com academias e clubes fechados, muitas pessoas começaram a explorar as ruas da cidade com suas bicicletas, seja para se exercitar ou se locomover. A inesperada pandemia evidenciou as grandes deficiências do transporte por meio da bicicleta em Piracicaba, tornando urgente e prioritário o debate sobre a ciclomobilidade.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) em um de seus comunicados oficiais recomendou a caminhada e a pedalada como forma de restringir o contato físico e assim diminuir o risco de contaminação do vírus  da Covid-19. Como exemplo, diversas cidades do mundo como Bogotá, Cidade do México, Londres, Paris, estão expandindo temporariamente ou permanentemente a infraestrutura cicloviária em resposta ao Covid-19.

Em matéria[3] publicada na WRI Brasil, Schwedhelm, Li, Harms e Adriazola-Steil, apontam que: “A bicicleta oferece uma alternativa de emergência para muitas cidades durante este momento crítico. Mas, é também um modo de transporte resiliente que pode continuar a prover benefícios valiosos para as cidades no futuro – benefícios que vão além da mobilidade.”

Benefícios  da implantação de infraestrutura cicloviária
1.    É um modo de transporte individual (Covid-19) e ágil para se locomover na cidade;

2.    contribui para a diminuição de congestionamentos;

3.   é um meio de transporte sustentável movido a propulsão humana evitando a emissão de gases poluentes;

4.    infraestrutura para bicicleta demanda menos espaço urbano e custa menos para serem implantadas que ruas e estacionamentos para carros;

5.    aumenta a intermodalidade, possibilita maiores integrações entre modais (ônibus, carro, caminhada) promovendo uma mobilidade mais eficiente e sustentável;

6.    várias pesquisas indicam que quanto mais bicicletas nas ruas menos riscos de acidentes e menos despesas para saúde pública;

7.   o uso da bicicleta como meio de transporte ou como prática de exercícios inibe várias doenças deixando as pessoas mais saudáveis e felizes;

8.   quanto mais bicicletas menos barulho. Estudos têm mostrado que a poluição sonora provoca malefícios à saúde humana causando distúrbios físicos e mentais;

9.    fomenta o comércio promovendo empregos e movimentando e economia da cidade (lojas, oficinas, indústrias etc...).

 

Oportunidade
 Desde 2013 existe em Piracicaba um estudo para implantação de ciclovias elaborado na Prefeitura de Piracicaba pelo IPPLAP (Instituto de Pesquisa e Planejamento de Piracicaba). O estudo adotou uma abordagem de acompanhar o projeto de Parques Lineares, uma abordagem moderna de aproveitamento das bacias hidrográficas em toda a área urbana da cidade, compondo cerca de 100 km de linhas propicias ao trânsito de bicicletas entre todos os bairros. Na época esse estudo recebeu algumas críticas por parte de cicloativistas devido a falta de participação da sociedade civil no projeto.

Além do estudo do IPPLAP existe uma tese de doutorado defendida em 2016 no PPGI Ecologia Aplicada CENA / ESALQ-USP1 sobre a mobilidade por bicicleta em Piracicaba. Apesar das últimas gestões municipais terem apontado que o relevo da cidade é um empecilho para torná-la ciclável, a tese mostra que o que realmente incomoda o ciclista é o calor. Existem várias avenidas em fundos de vale e divisores de águas em Piracicaba (avenida Independência, avenida Armando Salles) que são ideais para construção de ciclovias ou ciclofaixas por serem planas. Quanto ao calor, este seria resolvido com mais arborização e melhor estrutura nos lugares de trabalho.

Poucas cidades possuem de fato estudos de planos cicloviários tão extensos e completos. Acreditamos que os estudos citados acima podem servir de base para um projeto cicloviário definitivo e, finalmente, sua implantação a curto prazo (2 a 4 anos).

Outrossim, de elevada importância é o envolvimento direto da sociedade piracicabana na discussão e evolução desses estudos! Ademais, por que não haver envolvimento também na sua implementação através de mecanismos inovadores de concessões e Parcerias Público-Privadas?.   Existem soluções integradas e fundos de bancos nacionais como internacionais que disponibilizam recursos para projetos que reduzem emissões e melhorem as condições urbanas. Por que não inovar nas áreas de concessões para mobilidade urbana?

 

Sobre o movimento

Nosso ideal é, através do poder transformador das bicicletas, tornar nossa cidade um lugar mais sustentável e seguro. Esse manifesto é suprapartidário e tem como objetivo informar, apoiar e inserir você neste movimento composto por ciclistas e apoiadores da causa para cobrar mais políticas públicas de mobilidade urbana sustentável que beneficie a população piracicabana.

Queremos através do presente debate chamar atenção da população para podermos cobrar as autoridades, e, em se tratando de ano eleitoral para os cargos públicos municipais torna-se  urgente levar essa proposta para os candidatos a postos eletivos.

A finalidade é lutarmos juntos por uma política de mobilidade que seja eficiente, que pense no presente e no futuro de Piracicaba como uma cidade que se importa com o desenvolvimento urbano, propiciando alternativas de locomoção tanto para o trabalhador como para o cidadão que deseja desfrutar de um passeio pela cidade.

Sabemos que uma mudança cultural não se faz do dia para a noite, porém, a união de pessoas que lutam pelo mesmo ideal e pelo bem estar social pode iniciar um processo de conscientização.

Também sabemos que a infraestutura cicloviária não será solução para todos os problemas de mobilidade em Piracicaba, o transporte público também merece importante atenção e investimento. Igualmente reconhecemos a importância do automóvel, esse continuará cumprindo seu papel de nos transportar de forma “segura” e conveniente. Entretanto, o carro não pode ser a única forma segura de nos deslocarmos, queremos ter o direito de nos deslocarmos de bicicleta com segurança!

 

 

O que queremos?
 

A.      Desenvolvimento e implementação de campanhas de educação no trânsito (reconhecer e respeitar o pedestre e ciclista), fiscalização e punição aos infratores;

B.    implantação de um sistema cicloviário funcional e racional, precedidos da realização de um estudo juntamente com participação da sociedade civil, seja através de conselhos ou audiências públicas;

C.      infraestrutura para intermodalidade, como construção de bicicletários em terminais de ônibus e paraciclos em vários pontos chaves da cidade;

D.      regulamentar leis que obriguem as construções e reformas de prédios comerciais e residenciais a reservar até 10% de vagas para o estacionamento de bicicletas.

 

A bicicleta é uma alternativa de deslocamento que deve ser considerada devido ao seu potencial transformador para a sociedade.

Assinando esse manifesto você apoiará uma causa que lhe afeta diretamente!

Vamos juntos melhorar a nossa cidade com mais ciclovias.

Inscreva-se em nossos canais de comunicação.



[1] Pesquisa do IBGE - https://cidades.ibge.gov.br/brasil/sp/piracicaba/pesquisa/22/28120

[2] Fonte Semultran - http://planmob.piracicaba.sp.gov.br/wp-content/uploads/2018/05/REVIS%C3%83O-DO-PLANO-DE-MOBILIDADE-PRODUTO-03-25.05.2018.pdf

[3] WRI - https://wribrasil.org.br/pt/blog/2020/04/bicicletas-tem-papel-crucial-na-resiliencia-das-cidades-durante-crise-da-covid-19
[4] https://teses.usp.br/teses/disponiveis/91/91131/tde-28092016-165613/publico/Mirian_Stella_Rother_versao_revisada.pdf