EM DEFESA DAS NASCENTES DA SERRA DO SALTO (BA)

EM DEFESA DAS NASCENTES DA SERRA DO SALTO (BA)

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 50.000!


Às margens da Serra do Salto, no município de Licínio de Almeida, sudoeste da Bahia, está a centenária comunidade rural de Taquaril dos Fialhos. Um vale fértil, formado a partir do encontro entre o Cerrado e a Caatinga, que lembra facilmente um oásis. Mas que, neste momento, está ameaçado!

Diante de uma possível instalação de empreendimentos de mineração na região e da proposta de pesquisa mineral, as famílias de Taquaril dos Fialhos, comunidades vizinhas e os municípios de Licínio de Almeida, Caculé, Rio do Antonio e Guajeru sofrem com o risco de perderem esse bem natural essencial, que é a água. Além disso, a própria atividade minerária pode trazer consequências irreversíveis – para o meio ambiente e para a população – e agravar ainda mais o processo de desertificação já em curso na região.

Com abundante disponibilidade hídrica e rica fauna e flora, a comunidade rural de Taquaril dos Fialhos abriga 33 famílias, que desfrutam de uma excelente qualidade de vida, seja em termos econômicos ou socioculturais. Elas cultivam frutas, hortaliças, legumes, roças e criam animais. A Serra do Salto, em especial esta região em torno da comunidade, abriga várias nascentes perenes e a bela cachoeira “Sete Quedas” – importante para o turismo local.

Essas águas que alimentam o curso do Rio do Salto, que integra a Bacia Hidrográfica do Rio de Contas, percorrem uma região predominantemente semiárida, caracterizada pela escassez e alta variabilidade espacial e temporal das chuvas, com longos períodos seguidos de seca. De acordo com o Plano Estadual de Combate à Desertificação e Mitigação dos Efeitos da Seca, o município de Licínio de Almeida, mesmo contando com estas importantes nascentes de água da Serra do Salto, integra uma área suscetível à desertificação.

Para milhares de famílias que vivem entre Taquaril dos Fialhos e o Distrito Tauape, assim como os moradores dos municípios Licínio de Almeida, Caculé, Rio do Antonio e Guajeru, abastecidas pela Barragem e Sistema do Truvisco, que tem o Rio do Salto como principal contribuinte, essas águas são as únicas fontes de abastecimento.

Portanto, é imprescindível a proteção das nascentes e das águas da Serra do Salto. Nós, Associação dos Pequenos Agricultores de Taquaril dos Fialhos, organizações e movimentos sociais e apoiadores, solicitamos que seja realizado um estudo técnico com o envolvimento e participação efetiva da sociedade e que seja criada uma Área de Proteção Ambiental (APA) na Serra do Salto. Para isso, exigimos a aprovação do Projeto de Lei (PL) 03/2010, de 06 de agosto de 2010, com a devida modificação no atual texto do projeto, levando em consideração as constatações do estudo e as contribuições da sociedade.

“Não é só uma terra, só uma casa, é muito mais que isso. Pra gente é muito mais que isso”, palavras de Andréia Muniz Lisboa, professora e moradora de Taquaril. Ajude Andréia e as famílias a protegerem este território de vida! Ajude a pressionar a Câmara dos Vereados de Licínio de Almeida (BA) para que os nove parlamentares e o prefeito atendam está manifestação em prol da vida.

Para saber mais:

https://www.facebook.com/emdefesadasnascentesdaserradosalto/

https://www.instagram.com/nascentesdaserradosalto/