URGENTE: Salve as praias e o Nordeste do óleo! #ForçaTarefaJá #NordesteSemÓleo

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 150.000!


Meu nome é Felipe Oriá, pernambucano, junto com Camila Godinho, baiana, e Gustavo Gobbi, alagoano e Clarissa França, sergipana, viemos a você pedir socorro! Precisamos de ajuda para ir além e ter ações realmente efetivas frente à tragédia ambiental acontecendo no Nordeste. 

O nosso coração e o de milhões de brasileiros e nordestinos se parte ao ver nossas praias paradisíacas, patrimônio mundial e nossos tesouros pessoais sendo destruídas pelo óleo. Estuários, manguezais, corais e tantos outros berços de biodiversidade estão sendo dizimados. Mais de cem mil pessoas que vivem da pesca e de mariscos estão sem fonte de renda e podem ficar entregues por no mínimo uma década. Ainda mais pessoas prometem ser afetadas pelo impacto econômico da contaminação no turismo. Milhares de voluntários estão arriscando sua saúde em gestos heróicos, mas que sozinhos não são suficientes frente ao tamanho da tragédia. 

O governo brasileiro é incapaz de compreender que mais do que focar em descobrir quem derramou o óleo é preciso agir para minimizar os danos e planejar as ações de recuperação do ecossistema. Antes que seja tarde demais!

Precisamos pressionar as autoridades brasileiras! Precisamos chamar a atenção do mundo para esse desastre! Precisamos mostrar que somos milhões de indignados com a falta de ação e de respostas!

O que fazer?

Exigimos que o Governo Federal convoque uma FORÇA TAREFA INTERNACIONAL, que una União, Estados e parceiros internacionais para resolver o problema. Muito além das tímidas ações atualmente tomadas pelo governo no âmbito do Plano Nacional de Contingência, assinado com 41 dias de atraso. Ninguém é capaz de resolver esse problema sozinho. Entretanto, a responsabilidade legal e moral para resolvê-lo é do Governo Federal e do Ministério do Meio Ambiente e, portanto, é a eles que direcionamos esta petição.

É preciso estruturar uma Força Tarefa Nacional e Internacional que mobilize todos os atores disponíveis em uma frente de ação ambiental e uma frente de ação humanitária. Na frente ambiental, exigimos uma força tarefa comprometida em estancar o vazamento, contar o óleo antes que chegue à costa, descontaminar as praias e recuperar os ecossistemas afetados. Na frente humanitária é preciso atender a todos aqueles que dependem direta e indiretamente de atividades econômicas afetadas pelo desastre.

Entre as ações que exigimos ver do Governo Federal estão:

Internacional

  • Decretar estado de emergência ambiental nacional e internacionalmente
  • Convocar apoio técnico, financeiro e operacional da comunidade internacional
  • Dar visibilidade global à tragédia, cooperando com autoridades internacionais na identificação dos responsáveis e prevenção de futuros vazamentos

Estados e municípios

  • Prover apoio financeiro e linhas de crédito emergenciais para os Estados para ações de limpeza e prevenção da contaminação
  • Prover apoio financeiro e linhas de crédito emergenciais para os Municípios litorâneos para ações de limpeza e prevenção da contaminação

Governo Federal

  • Autorizar a destinação de recursos especiais para um conjunto de ações mais robusto do Ministério do Meio Ambiente
  • Mobilizar todo o aparato nacional previsto no Plano Nacional de Contenção para combater vazamentos de óleo na costa brasileira
  • Enviar o Exército Nacional,Aeronáutica e Marinha em ampla escala, além da Força Nacional e quais organizações mais for possível em apoio às ações locais
  • Criação de um Gabinete Interfederativo de Gestão de Crise envolvendo todos os estados e ministérios com participação direta do Presidente da República
  • Montar comitês temáticos de especialistas para implementar planos de assistência ambiental, humanitária e econômica para a região
  • Divulgar com total transparência todas as informações relativas ao vazamento e às ações sendo tomadas e planejadas pelo Governo Federal

Sociedade Civil

  • Mobilizar a academia e redes de pesquisa nacionais para identificar a fonte do vazamento, aplicar técnicas de contenção e limpeza do óleo e promover a recuperação dos ecossistemas afetados
  • Apoiar todos os grupos de voluntários com Equipamentos de Proteção Individuais, comida e transporte, além de orientações clara para evitar riscos à saúde
  • Permitir a participação de organizações da sociedade civil nacionais e internacionais de apoiar as atividades de remoção do óleo sem qualquer restrição do governo
  • Promover chamadas públicas internacionais, encontros de especialistas, eventos, hackatons e demais iniciativas voltadas a encontrar soluções práticas para o desastre

Humanitário

  • Ampliar e liberar imediatamente o seguro-defeso para todos os estados do NE, abrangendo todos os tipos de pescadores e marisqueiras
  • Cadastrar as famílias afetadas pela tragédia para inscrição em programas de apoio
  • Criar programas de recuperação ambiental que permita que se combine o sustento econômico das família com a recuperação do meio ambiente
  • Criar programas de capacitação e apoio à realocação profissional nas áreas cujas atividades foram impossibilitadas pelo desastre

Como você pode ajudar?

  • Assinar a petição
  • Divulgar, divulgar, divulgar!
  • Pressionar seus políticos locais e representantes nacionais
  • Se estiver próximo, ser voluntário na limpeza das praias
  • Encontrar pontos de doação (divulgados em @oriafelipe)