URGENTE! Pedido de ajuda ao povo para impedir a destrução da nossa casa sustentavel

0 a signé. Prochain objectif : 5 000 !


Nossa casa sustentável esta em perigo!

Somos um jovem casal com uma criança de 2 años e seu avô de 60 años. Desde 8 años, nossa família esta projetando e construíndo um lugar onde estamos vivendo e manifestando os valores que temos no coração;
sempre na intenção de entender, colaborar e respeitar a Vida.


Agora, a prefeitura de Búzios quer demolir nossa casa por ser sem aceite de obra e fora do padrão urbanístico.

Imagina receber uma noticia dessa antes das festas de natal...

Nós levou pura ansiedade e indignação.

Destruir uma casa familiar habitada é um crime.

Só tem uma solução para resolver esse problema:

Proclamar nossos direitos fundamentais como ser humano e pedir ajuda ao povo para apoiar nossa declaração, legitimando nossos direitos e impedir a demolição.

Nós, Océane, Esther, Diego e Christian, família de seres humanos soberanos, livres e conscientes na Terra, legítimos criadores e moradores dos Domos, casa sustentável localizada em rua 1 quadra L lote 248, Balneário da Rasa, no município de Armação dos Búzios, invocamos em acordo com os Art1 e Art5 § VI,IX da  Constituição da República Federativa do Brasil, o Art 8 da Constituição Estadual do Rio de Janeiro e os Art 18,25 da Declaração Universal dos Direitos Humanos, nossos direitos fundamentais, garantidos e irrevocaveis; a liberdade, a dignidade humana, a habitação, a livre iniciativa, a liberdade de consciência e manifestação de nossas convicções e valores para intimar, com o poder do povo, o cancelamento immediato e definitivo do processo de demolição n°13991/2015 contra nossa casa.

Somos seres humanos vivos, em constante evolução, determinados a melhorar cada dia nossa relação com nosso Criador, o planeta Terra e seus habitantes, na esperança de um mundo próspero para as próximas gerações.

Na prática isso nós levou a:

-Construir e criar usando barro e um máximo de material considerado como lixo.
Foram utilizados mais de 600 pneus, 2000 garrafas de vidro, centenas de garrafas pet, latinhas de alumínio, cacos de piso cerâmico etc para ajudar a diminuir a degradação ao meio ambiente e contribuir na questão da gestão do lixo, valorizando esses materiais reciclados como recursos.

-A coleta desses materiais levou a colaboração entre os vizinhos, amigos, trabalhadores de borracharia, dos bares e dos restaurantes da cidade. Todos ajudaram a separar e guardar o material, criando apoio e solidaridade ao projeto.

-Conscientes da responsabilidade commun a relação ao saneamento básico e considerando os problemas de esgoto da cidade e do meio ambiente da região em geral, usamos banheiro seco para evitar a contaminação do solo, dos lençóis freáticos e a propagação de doenças.
Graças ao processo de decomposição, um húmus de alta qualidade é criado. Desta forma, o cyclo natural de transformação dos dejetos humanos em material utíl e benéfico para o meio ambiente é realizado.

-Reflorestar a area usando a sucessão natural, plantando árvores nativas e frutíferas como objetivo a regeneração progressiva do solo e a produção de alimentos sem agrotóxicos, trazendo saúde para nossa família e ao ecossistema.

Isso se inscreve nos objetivos internationais do agenda 2030 do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) que aponta a prosperidade e a dignidade dos seres humanos e luta pela mudança climática e a pobreza.

Também não podemos esquecer o tempo, a dedicação, o esforço e o dinheiro investidos nesse projeto.

Somos legítimos proprietários, criadores e moradores dessa obra de arte, demonstrando exemplos e soluções aos desafios ambientais atuais com o uso da livre initiativa e criatividade inerente ao ser humano.

Nenhuma entidade tem o direito ou a legitimidade para destruir nossa casa, nosso lar, nosso sonho.

Somente nosso Criador tem autoridade e legitimidade sobre nossa vida.

Recusamos essa violência moral que afeta nossa família.
Que parem imediatamente.

Por todos os motivos mencionados, a destruição dessa casa familiar é impossível. Deixaria nossa familia, com uma criança de dois años na rua e isso NÃO ACONTECERÁ.

Ao contrário, que essa iniciativa possa inspirar e gerar outros projetos com intenções semelhantes.

Obrigado ao povo pelo apoio e ajuda.