Retorno às aulas de forma remota na UFSC

Retorno às aulas de forma remota na UFSC

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.000!


Carta Aberta ao Reitor da UFSC 

Prezado Prof. Ubaldo, é na hora de dificuldade que mais precisamos de liderança. Tanto pela perda de vidas humanas quanto pelas dramáticas mudanças em nossas rotinas e em nosso modo de ser, a crise atualmente provocada pela pandemia da Covid-19 é um desses momentos decisivos.

Vivemos em um tempo no qual as palavras são torcidas ao bel prazer de quem as usa. Democracia, por exemplo, é a palavra mais vilipendiada do mundo. Na UFSC, os significados não têm melhor sorte.

Cuidado não pode significar inércia. Preparação não pode significar letargia. E responsabilidade não pode significar o seu oposto.

Nós amamos a UFSC e queremos que as palavras sejam respeitadas. Que a missão da UFSC seja cumprida.  Queremos que planejamento redunde em ações.

Não é aceitável que se delongue ainda mais a definição de uma data para o retorno às aulas na UFSC. A Reitoria tem que apresentar uma proposta ao Conselho Universitário, definindo o calendário e as modalidades e condições do ensino remoto. Na esfera da educação, as atividades de ensino remoto, mesmo sendo uma novidade, têm se tornado uma necessidade. O ensino remoto evita que o tempo simplesmente desapareça na vida e na formação dos alunos.

Respeitamos o trabalho dos comitês de combate à Pandemia do Covid-19.  No entanto, é preciso avançar, com um calendário detalhado,  que contenha  todos os passos que nos levem ao retorno das aulas.

Preservar a UFSC, hoje, é agir. O ensino remoto é o único instrumento de que dispomos neste momento; não podemos ficar indefinidamente remoendo o fato de que tal instrumento é imperfeito. A UFSC tem capacidade de dotar alunos, servidores e docentes de condições adequadas para o ensino remoto. Vamos fazê-lo. É preciso definir um prazo. E não vamos, de novo, torcer o significado das palavras: um prazo envolve necessariamente a definição de uma data.

Na pandemia, nossa responsabilidade social aumenta. Quem deseja colocar a UFSC distante do que define a sua essência e do que constitui sua responsabilidade maior? A essência da UFSC é a conexão com seus alunos e alunas.

Reivindicamos da Reitoria um calendário que defina as próximas etapas e a data de retorno às aulas, com o ensino remoto.

Alegar que “estudos estão sendo feitos” é jogar com o tempo. Mas o tempo da pandemia é um tempo de urgência. De proteção e de ação. O tempo da letargia, da inação, só interessa aos inimigos da universidade pública, gratuita e de qualidade.