Abaixo-assinado pela criação da Universidade Livre de Canudos - UNICANUDOS

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.000!


(Este manifesto foi lançado na abertura da I FEIRA LITERÁRIA DE CANUDOS EM 21/11/2019 com  aplausos dos presentes.)

A proposta de criação da Universidade Livre de Canudos insere-se, sob a égide da resistência e da superação, no marco celebrativo dos 122 anos desde o aniquilamento da utópica Belo Monte de Canudos. Sitiada e bombardeada dia e noite, Canudos caiu de pé depois de resistir heroicamente a quatro expedições de tropas federais enviadas dos quatro cantos do país com o intento de debelar a insubmissão conselheirista. Duas vezes destruída– a primeira vez pelo fogo e a segunda pelas águas do Açude Cocorobó –, Canudos cumpre a sua vocação de renascer e se reinventar e avançar por meio de iniciativas da população e de instituições solidárias, entre estas a Universidade do Estado da Bahia, a Uneb, em parcerias que ensejaram a criação do Parque Estadual de Canudos, o Memorial Antônio Conselheiro e o Campus Avançado. Agora, apresenta-se esta oportunidade de criação da Universidade Livre de Canudos, a UniCanudos, na perspectiva de contar com o espírito de pertencimento social e altruísta dos diversos segmentos sociais, acadêmicos, culturais e econômicos que interagem com o município. Partindo do reconhecimento de que uma Universidade é o espaço plural de produção de saberes e conhecimentos, a UniCanudos converge sua existência para atualizar a experiência histórica de Canudos pelos ângulos e lentes de estudiosos que interpretam, em distintos contextos, sua relevância para a historiografia, bem assim para o público interessado. Nosso objetivo com a UniCanudos é produzir e agregar conhecimentos que circulam sob o mote da Guerra de Canudos e do conselheirismo, traduzindo esses conhecimentos em expressões populares, científicas, técnicas e culturais que impactam na constituição do pensamento nacional sobre esse fato histórico. Walnice Nogueira Galvão, no seu livro O Império do Belo Monte, ressalta que a experiência de Canudos foi fundadora de um regime social que praticava a fraternidade, a coletivização da propriedade, a distribuição de produtos, a abstinência da acumulação, a negação do supérfluo e, mais ainda, a expressão da cultura ritualizada em gestos de devoção. Essas marcas identitárias, motivam interpretações de diferentes recortes e enquadres teóricos que constituem um mote para se assentar a relevância de propor a criação da UniCanudos, neste Campus Avançado.
A guerra de Canudos é um dos maiores acontecimentos históricos do Brasil ocorrido no final do século XIX no sertão baiano, quando a comunidade conselheirista foi destruída pelo exército brasileiro.Desde então, intelectuais, estudiosos e pesquisadores têm imprimido um esforço denodado em preservar a memória e a história desse movimento e, e ao mesmo tempo, desenvolver um pensamento crítico que possibilite a promoção de um desenvolvimento sustentável que diminua a fronteira entre a pobreza e a riqueza, tão evidente no semiárido brasileiro. O legado de Conselheiro precisa e deve se constituir em um movimento capaz de inserir Canudos nas evidências civilizatórias do planeta. Inicialmente contamos com a adesão da comunidade científica e do público em geral, sem aporte obrigatório de recursos financeiros ou investimento em infraestrutura. Trata-se de um compromisso voluntário para elaboração de ações culturais, extensionistas, ensino e pesquisa, no escopo de atuação de cada pessoa e instituição que possa agregar contribuições. No momento seguinte, pretende-se realizar um Encontro para melhor definir as bases filosóficas e programáticas As livres iniciativas se poderão se apresentar a qualquer momento, em qualquer formato, tais como cursos de curta duração, cursos livres, palestras, conferências, pesquisas, aulas abertas, produção audiovisuais e eventos de diferentes formatos, unificados nas temáticas da UniCanudos. A certificação poderá ser da própria instituição associada, em conjunto com a Universidade do Estado da Bahia, que sediará a UniCanudos neste seu Campus Avançado. Valemo-nos do produtivo e democrático contexto educativo-culturalda I Feira Literária de Canudos para lançarmos este manifesto-compromisso de criação da UniCanudos, instante em que convidamos a todas e todos para levar a termo esta reflexão e a aderir ao nosso quadro de associados, agregando brilho e realizações a esta data memorável para Canudos e, sem dúvida, para a Bahia e o Brasil.

DIGA SIM A CANUDOS, ASSINE ESTE MANIFESTO!!!

Prof. LUIZ PAULO NEIVA

Curador da FLICAN, diretor do Campus Avançado de Canudos-UNEB