Os animais de Sete Lagoas/MG pedem socorro!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 5.000!


A situação dos animais de rua em Sete Lagoas/MG está cada vez mais delicada, e representa hoje um problema de saúde pública. Cães e gatos sujos, magros, famintos e doentes, muitas vezes invisíveis aos olhos da sociedade, reviram o lixo atrás de comida, transmitem doenças, vivem no relento sob o sol forte ou o frio intenso. São maltratados e rejeitados, atropelados, até que finalmente são recolhidos por protetores encaminhados a lares temporários, inclusive pagos, cada resgatado hoje fica em media R$2.000,00 de tratamento para o protetor, outra cena triste desta história é que protetores resgatam animais de todos os tamanhos e raças, muitos deles cães e gatos que foram abandonados por quem um dia já lhes prometeu amor e proteção. Estima-se que, de 10 animais abandonados, oito já tiveram um lar. São animais que, por um motivo ou outro, foram rejeitados, não superaram as expectativas de seus “donos” e por isso, foram descartados. Cresceram demais, adoeceram, não foi educado o suficiente, geraram gastos e aborrecimentos.Mas a questão é: porque os animais de Sete Lagoas estão superlotando a cidade? Desde outubro de 2013 uma ação judicial (processo 0672.0204061-3) impede que o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), departamento subordinado à Secretaria Municipal de Saúde, recolha animais abandonados em Sete Lagoas,segundo alguns porque estavam fazendo “matança de animais sadios”, o que não foi comprovado, a decisão liminar fez com que o serviço de carrocinha do Centro de Zoonoses, órgão da Secretaria Municipal de Saúde, fosse suspenso.Com isso hoje a cidade se encontra lotada de animais nas ruas, abandonados a própria sorte, e a maioria com leishmaniose, o que inclusive está contaminando algumas pessoas, protetores fazem o que esta além de suas possibilidades, nós protetores somos compromissados com uma causa que não é supérflua. Engana-se quem pensa que sim, pois o problema é imensurável, de saúde pública e carente de medidas urgentes. Só para exemplificar: existem milhões de cães e gatos abandonados em Sete Lagoas, e cada cadela não castrada e seus descendentes podem gerar cerca de 60mil filhotes em 6 anos de vida, estimativa que aumenta muito em gatos considerando que estes se reproduzem de 3 em 3 meses. Protetores lutam dia e noite com as autoridades da cidade pra que façam alguma coisa, desde  anos atrás, mas infelizmente até agora sem sucesso. Socorremos um animal sabendo que milhões de outros não tiveram a sorte de encontrar pessoas que mudem a sua vida. O sofrimento dos animais é silencioso, eles não podem se defender, eles não sabem falar, não votam e não tem capacidade de se mobilizar.Dependem que nós tomemos essa iniciativa, que os humanos empreendam tempo e recursos para salvar a vida de cada animal necessitado. Felizmente, existem muitos que se compadecem que se indignam e procuram fazer algo para mudar toda uma história de descaso que acompanha a trajetória dos animais, a câmara municipal até marca audiências, reuniões, mas marcar reuniões é fácil, difícil é sair debaixo de chuva para protestar contra uma barbaridade cometida por uma pessoa covarde contra um cão indefeso. Difícil é sacrificar horas de lazer, com a família, gastar um dinheiro que poderia trazer mais conforto para sua casa, sujar o carro, arriscar muitas vezes até a nossa integridade física porque lidamos com criminosos sem apoio do Município e da polícia. Mesmo assim, apesar de vermos todos os dias casos absurdos de crueldade e maus tratos, não perdemos a nossa sensibilidade nem a capacidade de nos indignarmos. Todos os protetores empreendem tudo que têm para ajudar na causa. O dinheiro e o espaço para acolher os animais não são infinitos, são limitados e conseguidos com muito sacrifício vendendo rifa, mendigando a um e a outro pra que possamos salvar a vida deles. Hoje estamos vivendo em uma cidade aonde a leishmaniose esta nos cercando a cada dia, não podemos deixar que as autoridades fiquem de braços cruzados enquanto estamos caminhando para uma calamidade publica. Os protetores ajudam muitos animais vítimas de crueldade por pessoas dessa sociedade insensata e maldosa . Sete Lagoas precisa urgente de politicas públicas para os animais, compreendemos a grande dificuldade que o pais se encontra, mas precisamos entender que se trata de saúde pública , o município precisa urgente de um centro de esterilização, castra móvel e um canil municipal, se conseguirmos castrar o máximo de animais, reduzira milhares de crias indesejáveis, um espaço hoje seria precioso para que pudêssemos  colocar alguns dos mais de 600  animais que se encontram em lares temporários, em tratamento ou a espera de adoção . Nós não precisamos de nenhuma recompensa ou reconhecimento da sociedade, e sim de providencias com os animais do município. Esperamos que nessa nova gestão o prefeito Leone Maciel possa continuar abrindo portas para melhorias urgentes para os animais do município.   Atenciosamente: Nina Lucas 



Hoje: Nina está contando com você!

Nina Lucas precisa do seu apoio na petição «Prefeitura Municipal de Sete Lagoas/MG: Os animais de Sete Lagoas/MG pedem socorro!». Junte-se agora a Nina e mais 2.724 apoiadores.