NÃO DEIXE A MINERAÇÃO VENCER!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 2.500!


Há cinco anos Minas Gerais sofreu um grande golpe por parte da mineração. O rompimento da Barragem de Fundão, pertencente às mineradoras Vale, Samarco e BHP Billiton, localizada no subdistrito de Bento Rodrigues, em Mariana, matou 19 pessoas, destruiu comunidades e condenou o Rio Doce. Cerca de 3 anos depois, em Janeiro de 2019, outra barragem pertencente à Vale se rompeu, dessa vez na cidade de Brumadinho, matando mais de 270 pessoas e destruindo o meio ambiente. Além disso, em fevereiro de 2019 a comunidade de Socorro, em Barão de Cocais, foi desalojada no meio da madrugada pelo iminente rompimento da Barragem Sul Superior da mina Congo Soco, também pertencente à Vale, e até hoje os moradores não puderam retornar as suas casas.

 

Há séculos o nosso estado tem sido alvo da mineração, da minério-dependência e da necromineração. Mortes de pessoas, comunidades, rios e ecossistemas têm saído impunes.

 

Agora o mais recente alvo da mineração no estado é a Região do Caparaó, na Zona da Mata mineira, cercada por Mata Atlântica, com um rico sistema hídrico, grande produtora de café e de agricultura familiar. Manhuaçu, cidade polo da região, com cerca de 100 mil habitantes, está sob forte investida da Mineradora Curimbaba, que possui direito de mineração sobre áreas que formam a "caixa d'água" do município. Além disso, mais de 20 cidades vizinhas também estão sob a mesma ameaça.

 

Pareceres técnicos favoráveis à liberação de licenças ambientais para a construção de Minas já foram dados pelo Governo do Estado há cerca de 2 anos, mas a população pouco ou nada sabia até muito pouco tempo. Os veículos de mídia locais quase nada falam sobre o assunto, muito menos sobre sua gravidade e urgência. Apesar de algumas comunidades e organizações estarem se movimentando, boa parte da população está às cegas diante da iminente ameaça de a mineração vir fazer da nossa rica, diversa e abundante região mais uma vítima da ganância de poucos. Não podemos permitir que isso aconteça.

 

Por favor, nos ajude a lutar contra a invasão da mineração em nossas cidades, comunidades, zonas rurais e meio ambiente. Nós somos uma região rica e produtiva, com grande valor econômico para o estado. Nós não precisamos da mineração em nossas terras.