Apoio a aprovação da APA Guaecá

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 10.000!


A Praia de Guaecá, localizada no município de São Sebastião, no litoral norte de São Paulo, é um paraíso ecológico encravado na Mata Atlântica, que simplesmente se "debruça" sobre o mar e um dos locais mais preservados da região. Mas todo esse paraíso está ameaçado pelo crescimento desordenado e por desmatamentos clandestinos.

Para proteger ainda mais essa vasta área, há necessidade de criarmos a APA (Área de Proteção Ambiental) Guaecá, que formará um corredor ecológico e biológico com o Parque Estadual Serra do Mar e a APA Marinha Litoral Norte, garantindo a conexão de ecossistemas e fluxo gênico entre a Mata e o Oceano Atlântico.                                                                                            

Para se ter uma ideia da importância de criação da APA Guaecá, essa região possui um conjunto de ecossistemas diferenciados e reúne três dos cinco patrimônios nacionais: a Serra do Mar, a Zona Costeira e a Mata Atlântica. Os outros dois patrimônios são a Amazônia e o Pantanal.

Outra questão é que a região de Guaecá possui uma importante Bacia Hídrica que abastece os moradores dos bairros de Guaecá, Barequeçaba e Pitangueiras. É uma bacia  importante e estratégica para o desenvolvimento sustentável de São Sebastião, uma vez que a cidade tem uma limitação hídrica grave. Toda a região central é abastecida pela bacia da vizinha cidade de Caraguatatuba.

A área está inserida em uma região do planeta que possui ao menos 1,5 mil espécies endêmicas de plantas, mas que perdeu mais de ¾ de sua vegetação original.

Na área onde será criada a APA Guaecá existem florestas paludosa, ombrófila densa, de transição restinga encosta, alta de restinga, sapezal e campo antrópico. Existem no interior da futura APA espécies endêmicas de peixes (8), crustáceos (4), anfíbios (44), répteis (16), mamíferos (35) e aves (71), alguns com risco de extinção.

O que falta para criar a APA Guaecá?

Há mais de um ano o processo que pede a criação da APA Guaecá circula de mesa em mesa pelas secretarias da Prefeitura Municipal de São Sebastião.

Para a criação da APA, há necessidade do prefeito Felipe Augusto encaminhar um projeto de lei que prevê a criação desta Unidade de Conservação para a Câmara Municipal de São Sebastião.

Posteriormente, caberá aos vereadores que compõem a Câmara Municipal de São Sebastião aprovar o projeto e remetê-lo novamente ao prefeito, que deverá sancionar ou vetar a propositura.

Esse abaixo-assinado tem o objetivo de expressar a vontade dos moradores de São Sebastião pela agilidade no processo de aprovação da APA Guaecá, para que possamos, mais uma vez, salvar o Meio Ambiente e sua fauna e flora existentes na área.