Reabertura de academias com planejamento e responsabilidade.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.000!


 Atividade física é essencial.

Em tempos de pandemia e isolamento social, manter os treinos de atividades físicas é fundamental para ocupar a mente e fortificar o sistema imunológico. É reconhecida a importância da prática de atividade física com responsabilidade para
se manter saudável e ativo, o que se sabe também, é uma forma de reforçar a imunidade.


A atividade física tem grande impacto no funcionamento do sistema imunológico. Estudos comprovam que atividades físicas moderadas a intensas, feitas regularmente, têm mostrado melhora da resposta imunológica, diminuição do estado inflamatório crônico e melhora dos diversos marcadores imunológicos de doenças como câncer, HIV, doenças cardiovasculares, diabetes e obesidade.


A manutenção da atividade física no contexto atual é fundamental. Glicocorticoides, como o cortisol, são elevados durante os períodos de isolamento e confinamento e podem inibir muitas funções críticas do sistema imune.


Estudos recentes mostram que a atividade física, além de eficaz para melhora do papel do sistema imune, é uma contramedida aos efeitos negativos do estresse do confinamento e isolamento.
A atividade física regular traz uma recirculação frequente de células e estimula sua produção, e torna o corpo mais resistentes a infecções.
A se contar que as atividades físicas têm que ser feitas com responsabilidade para não haver prejuízo da saúde e ser vítima de lesões, o papel do profissional de educação física se torna fundamental.


O profissional prepara um treino de atividades físicas de acordo com as  necessidades da pessoa, evita a rotina, contribui para manter a motivação e o foco, inclusive com incentivo psicológico. Além disso treinar com acompanhamento faz os resultados aparecerem mais rapidamente e o bem-estar dá ânimo a quem adota a prática, o que ajuda a manter a motivação e rotina de cuidados.


Com isso, o retorno das atividades em academias será de extrema importância para o bem-estar físico e mental da população. É comprovado que pessoas com baixa imunidade e baixo condicionamento físico são mais afetadas e prejudicadas por inúmeras doenças, inclusive a covid-19. Por isso, o cuidado com essas pessoas pode ajudar a reduzir a disseminação do contágio e, consequentemente, impedir novos casos, evitando a procura pelas unidades de saúde.


Vivemos um momento muito delicado em que as medidas de contenção se fazem necessárias e será de grande importância para impedir a propagação do vírus em larga escala em nossa cidade e no mundo, mas ao mesmo tempo o isolamento social e a falta de atividade física, caracterizada como sedentarismo, podem causar danos físicos e mentais para a sociedade, gerando graves consequências.


É de reconhecimento geral a importância do papel do profissional de educação física no acompanhamento da prática de atividades físicas nesta época de pandemia, fundamental para mantermos a sanidade do corpo e da mente, por  isso se faz necessário implementar a liberação da prestação do serviço, a volta do funcionamento das academias de forma gradual e planejada, dentro de todas as  normas preconizadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e autoridades sanitárias, ampliando ainda ajustes específicos feitos para o ambiente de academia.


Baseado nessas medidas, é possível planejar o retorno das atividades nas academias, garantindo a segurança, a saúde e o bem-estar de todos.

E ainda, as academias de todo o país, inclusive as de Campinas, por meio de suas associações e dos conselhos regionais que elaboraram uma cartilha de conduta, estão cientes da importância da adoção de medidas específicas para a volta ao funcionamento. As unidades estão preparadas para voltar a suas funções e todas se comprometem a seguimos a cartilha preparada pelos organismos da categoria, que será sempre que necessário atualizada com as medidas cabíveis para a volta às atividades e o melhor funcionamento do setor.


A cartilha pode ser consultada on-line neste endereço:

https://www.crefsp.gov.br/noticia/16411-CREF4-SP-publica-procedimentos

As academias assumem publicamente o compromisso de seguir a cartilha para retomar as atividades e se comprometem em assumir todas as responsabilidades.


No entanto, como é de conhecimento geral, tem havido a diminuição das receitas das empresas e dos profissionais durante a pandemia. Por isso entende-se por bem que o poder público implante uma política tributária mais justa, incentivando a economia e os trabalhadores e empresários com redução dos tributos como forma de compensar as perdas.


Se faz oportuno dizer que o ISSQN pago pela categoria é um dos mais altos do país, chegando a 5%. Para comparação, a alíquota da cidade de São Paulo é de 2%. Seria este o momento de definir novas políticas tributárias e estudar a redução na alíquota paga pelas academias e profissionais de educação física na cidade.

Por uma Campinas mais justa e mais empreendedora.

Campinas, 27/04/2020


Marcelo Silva
Vereador PSD
Profissionais de educação física