Polícia Federal e Marinha: queremos saber a origem do óleo nas praias do Nordeste!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 150.000!


No dia 30 de agosto, manchas de óleo começaram a aparecer nas praias do Nordeste, que hoje já chegam a 200 pontos de contaminação em 9 estados, com danos que vão durar décadas e rastros tóxicos por milhares de quilômetros. Queremos saber a origem desse óleo, transparência já!

Oceanógrafos e biólogos já alertam que precisamos de limpeza na maior velocidade possível, já que a contaminação química é muito pior do que o impacto visual das manchas. São animais, corais, praias e mares sendo contaminados nesse momento!

O risco para as pessoas também é alto, uma vez que podemos nos contaminar ao caminhar na praia, tomar banho de mar ou ingerir alimentos contaminados, principalmente frutos do mar, como mariscos. Vale lembrar que o petróleo possui substâncias que causam câncer!

A economia local já está sofrendo danos, principalmente na pesca e no turismo. Caso os problemas continuem até a alta temporada, todos os estados do Nordeste sofrerão um forte impacto econômico.

O Ministério do Meio Ambiente divulgou uma nota no dia 18/10 informando que o governo está agindo para conter o óleo através de ações do Plano Nacional de Contingência (PNC) e do Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA). Centenas de pessoas estão envolvidas, incluindo militares e voluntários.

A Marinha informou que já retirou 900 toneladas de óleo das praias. A Petrobras informa que o óleo veio da Venezuela, mas a verdadeira origem e causa são desconhecidas, as hipóteses vão desde um descarte criminoso até um acidente com navios. A Shell disse que seus barris foram reutilizados e não transporta pelo mar. Precisamos de RESPOSTAS!