Carlinhos Maia deve ser responsabilizado por sua festa "NATAL DA VILA"

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 5.000!


O influencer Carlinhos Maia realizou no sábado (dia 19 de dezembro) uma festa para mais de 100 influencers e "anônimos" na região de Penedo-AL. 

O evento, segundo o próprio Carlinhos Maia: "tinha autorização da Secretaria de Saúde e a festa ocorreria com o número permitido de pessoas". Além disso, ele afirma que "todos fizeram teste", porém essa ação não justifica nem exclui o fato de que estamos no meio de uma PANDEMIA e que não é hora para festas e aglomerações: sejam essas com a presença de testes ou não.

Entretanto, nos próprios stories do organizador e de outros convidados (dentre eles crianças e idosos) foi possível verificar que:

1. A festa ocorreu sem o mínimo distanciamento social;

2. Uma grande parcela das pessoas estavam sem máscara - incluindo funcionários;

3. Existem vídeos de pessoas se abraçando e beijando.

Além disso, fica a crítica em relação às Secretaria de Saúde, pois é evidente que a festa teve o aval esse órgão, que na prática deveria proibir aglomerações e zelar pela vida das pessoas que vivem na região (o que claramente não aconteceu).

Para piorar, o Carlinhos Maia continua ganhando engajamento e seguidores como se nada tivesse acontecido. 

O Brasil passou das 180 mil mortes totais e está com aproximadamente 700 mortes diárias. Esse descaso não deve ser esquecido e muito menos apoiado pelo Instagram Brasil.

Pedimos a exclusão ou suspensão do perfil do Instagram do Carlinhos Maia por um tempo, a fim que de ele e outras pessoas com grande influência percebam que suas ações têm consequências não só na sua vida, mas nas dos outros. Além disso, pedimos que se preciso o Carlinhos responda judicialmente e de modo imparcial por esse evento irresponsável.

Por fim, queremos um posicionamento da Prefeitura de Penedo e da Secretaria de Saúde que autorizou a festa.

Não vamos mais tolerar esse descaso por parte de pessoas que deveriam usar sua influência para dar bons exemplos.