Petition Closed
Petitioning Home Office, UK Theresa May

Governo do Reino Unido: Evitem que outras pessoas sejam presas injustamente, como o brasileiro David Miranda


No domingo (18/8), o brasileiro David Miranda, companheiro do jornalista inglês Glenn Greenwald, que escreveu no jornal The Guardian as reportagens denunciando o programa de vigilância do governo dos EUA, foi detido no Aeroporto Heathrow, em Londres, justificado pela Lei de Terrorismo do Reino Unido. Ele foi libertado sem acusação nove horas depois.

Ser detido por autoridades é aterrorizante para uma pessoa inocente. Infelizmente eu sei o que David está sentindo. Há dez anos, eu estava retornando para Nova York de Londres, onde eu estava estudando, e fui detido por várias horas como “suspeito de terrorismo”. Mas qual a razão? Eu parecia “familiar”. Foi uma experiência traumática que fez com que me sentisse mal e impotente, com medo de acontecer de novo toda vez que eu viajar.

O jornalista Glenn Greenwald disse à BBC: “Eles não fizeram uma única pergunta sobre terrorismo para ele, nem nada relacionado a uma organização terrorista. Eles gastaram o dia todo perguntando sobre as reportagens que eu e outros jornalistas do Guardian estamos fazendo sobre a Agência de Segurança Nacional (NSA)”.

O Artigo 7º da Lei de Terrorismo de 2000 permite que a polícia detenha qualquer pessoa dentro do Reino Unido e que a mantenha presa por nove horas sem precisar dar motivos.

O Artigo 7º se tornou um instrumento legal cego que o governo do Reino Unido pode usar para intimidar pessoas. Acho que é hora de o governo repensar como utiliza o Artigo 7º. Por favor, junte-se a mim.

Letter to
Home Office, UK Theresa May
Reavalie o uso do Artigo 7º da Lei de Terrorismo.