PELA NÃO EMISSÃO DA DECLARAÇÃO DE CONFORMIDADE À MINERADORA HERCULANO EM SERRO

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 2.500!


Pelo plano diretor vigente a conformidade do empreendimento não existe segundo estudos técnicos apresentados pelo Dr. José Luiz Quadros.

Mais um desrespeito à população serrana está sendo articulado pela prefeitura e por membros do CODEMA. Dessa vez, estão se aproveitando da situação de pandemia, em que os decretos municipais impedem a realização de eventos e aglomerações para autorizar a instalação da mineração no município. O atual presidente do conselho, Carlos da Silveira Dumont, está coletando assinaturas de conselheiros para conceder a declaração de conformidade para o empreendimento da empresa Herculano Mineração através de um ofício. Como pode este senhor querer decidir os rumos do Serro desta forma?

É um absurdo gestores públicos e pessoas que deveriam representar a população se utilizarem deste momento, em que os casos de COVID-19 no Serro e região aumentam de forma disparada, para beneficiar uma empresa que apresentou um projeto com informações falsas, que ameaça a segurança hídrica e o futuro da cidade. Estas pessoas estão colocando o Serro à venda em um momento em que toda a população se encontra fragilizada, preocupada com seus familiares e com seu futuro.

Além disso, o prefeito e estes conselheiros estão ignorando estudos técnicos que comprovam que a mineração afetará a o abastecimento de água da cidade. Recentemente, um relatório feito por Alessandra Mendes Carvalho Vasconcelos, professora de Engenharia Geológica do Instituto de Ciência e Tecnologia da UFVJM, reforça as inconformidades apresentadas no Projeto Serro pela empresa Herculano, já contestadas em estudo anterior feito Dr.Paulo Rodrigues e  Mestre Frederico Gonçalves e afirma que o empreendimento pode afetar o Rio do Peixe, o Córrego Siqueira e o Ribeirão do Lucas, violando o atual Plano Diretor do município.

Está cada vez mais claro que além de não trazer benefícios ao município e violar a legislação vigente, a mineração coloca a população em risco também nesse contexto de pandemia, pois é a grande responsável pela disseminação do novo corona vírus em nossa região.

Por isso, não nos calaremos diante desse ato covarde e desrespeitoso contra os serranos e reafirmamos nossa luta em defesa do SERRO LIVRE DE MINERAÇÃO!

Já tivemos dois abaixo assinados protocolados e engavetados na prefeitura do Serro, solicitando a realização de uma audiência pública que é direito do povo e pela aprovação do plano diretor participativo de serro de forma que garanta a proteção da macrozona hídrica, para o qual foram gasto R$280.000,00 do dinheiro público. Os abaixo assinados somaram um total de quase 5.000 assinaturas.

EXIGIMOS RESPEITO AO DIREITO DA POPULAÇÃO DE ESCOLHER O DESTINO DE SERRO!!!!!!

#MINERAÇÃOAQUINÃO!

#FORAHERCULANO!

#PLANO DIRETORSERROJÁ!