Carta dos Profissionais das Artes Visuais aos Futuros Representantes Municipais do Rio

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 2.500!


CARTA DAS E DOS PROFISSIONAIS DAS ARTES VISUAIS ÀS FUTURAS VEREADORAS, VEREADORES E AO PREFEITO/A DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

ARTE DÁ VIDA À CIDADE

As Artes Visuais estão cada vez mais envolvidas com o cotidiano da população. Performance, escultura, pintura, desenho, instalação, vídeo, fotografia, poesia e todas as novas linguagens são potentes dispositivos de sociabilidade, de encontro, de troca, de aprendizado, de reinvenção da percepção de mundo e de criação de modos de vida.

Arte dá vida à cidade: cria relações, conecta sensibilidades, contribui para a experiência de coletividade e de pertencimento, promove a inclusão social, fortalece o capital simbólico da cidade do Rio de Janeiro e ainda colabora imensamente para nosso desenvolvimento econômico. Tudo isso demanda um diálogo fértil e constante entre os agentes de cultura e os poderes instituídos.

Nós, profissionais das Artes Visuais, comprometidos com a cidade do Rio de Janeiro e engajados com o processo de cuidado e fortalecimento da cultura e de suas instituições, oferecemos nosso conhecimento e propomos uma participação mais direta nas políticas para o setor da cultura.

Momento Presente

Infelizmente, o pouco investimento municipal no fomento e na difusão da produção artística reduz o potencial de nossos museus e centros culturais e, com isso, de nossos artistas e criadores. Quando espaços de referência para as artes — Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica, Centro de Artes Calouste Gulbenkian, Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo, Centro Cultural Municipal Oduvaldo Vianna Filho, Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas, Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto, Museu Bispo do Rosário, Museu de Imagens do Inconsciente, Museu de Arte do Rio, entre outros — têm suas programações descontinuadas, gera-se um grande descompasso entre a qualidade e a intensidade das realizações artísticas no Rio de Janeiro e o que as instituições devolvem para a população. O impacto na experiência da vida na cidade é negativo, e há uma grande perda de oportunidade de geração e distribuição de recursos.

Frente à precariedade do cuidado com os equipamentos públicos, artistas e coletivos criaram, nos últimos anos, importantes iniciativas em diversas regiões da cidade. São espaços independentes e instituições alternativas que articulam a experimentação com o cuidado das comunidades do entorno e a circulação da produção artística, mobilizando a economia local. Essas iniciativas precisam de políticas públicas de apoio e fomento que estimulem a continuidade do importante papel que desempenham no tecido da cidade.

São urgentes e necessários um diálogo aberto com a classe artística e um suporte econômico que viabilizem a elaboração e a condução de políticas para as Artes Visuais. Com o objetivo de ampliar a interação entre a sociedade civil e a municipalidade, reivindicamos uma gestão pública aberta e inclusiva, que estimule a área de criação e de produção artística.

Propomos que as Artes Visuais sejam contempladas como linguagem específica em editais elaborados com verbas do Fundo Municipal de Cultura e da Secretaria Municipal de Cultura, além de representadas nas políticas públicas para a área, a fim de garantir:

1.   Liberdade de expressão artística, como um direito assegurado pela Constituição;

2.   Aumento da verba pública para a Secretaria Municipal de Cultura, com gestão transparente e informações de acesso público;

3.   Criação de políticas continuadas de investimento, construção e manutenção para museus, arquivos e coleções, casas de cultura, bibliotecas, centros e lonas culturais, garantindo estruturas técnicas condizentes com a diversidade da produção em Artes Visuais;

4.   Abertura de novos espaços culturais em regiões com potencial cultural, com especial atenção aos territórios periféricos da cidade;

5.   Abertura de editais para suporte aos espaços independentes, coletivos de artistas e outros pontos de cultura não municipalizados, visando assegurar sua atuação continuada;

6.   Abertura de editais, pela Secretaria Municipal de Cultura, para aquisição, fixação, manutenção e conservação de acervos e coleções em museus, bibliotecas, centros culturais municipais e espaços públicos da cidade;

7.   Políticas públicas nas Artes Visuais que garantam a interlocução e o acesso, especialmente, a grupos historicamente marginalizados ou excluídos, como populações negras e indígenas, pessoas com deficiência, comunidades com religião de matriz africana e pessoas LGBTQIA+, entre outros.

8.   Parcerias entre instituições educativas (escolas e universidades com cursos de formação técnicos, de graduação e pós-graduação) e a municipalidade, reunindo teoria e prática em diálogo contínuo, para facilitar a empregabilidade;

9.   Criação de editais para bolsas de produção e intercâmbio destinadas a estudantes e profissionais das artes visuais, tornando o setor mais conectado e influente;

10.   Expansão do ensino de artes nas escolas municipais — Ensino Fundamental ao Médio —, nos Núcleos de Arte Municipais e nas Casas de Acolhida para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, por meio de oficinas, cursos profissionalizantes e outras atividades, assim como a promoção de visitas dessas redes de atenção à infância e juventude a centros culturais, museus e eventos de arte;

11.  Criação e promoção de eventos de arte, de grande e de pequeno porte, nos equipamentos municipais e em áreas de lazer dos bairros do Rio de Janeiro, fortalecendo redes de vizinhança e de contato (considerando o distanciamento social e as recomendações da Anvisa, durante a pandemia de covid-19); essas iniciativas podem se beneficiar de parcerias com as secretarias de Educação, Turismo, Saúde, Urbanismo e Esporte.

ARTE VIVE! - Movimento de profissionais das Artes Visuais por políticas para o setor

PRIMEIRAS ASSINATURAS

Adriana Varejão (artista) | Adriano Carneiro de Mendonça (diretor executivo - Solar dos Abacaxis) | Alessandra D’Aloia (diretora galeria Carpintaria) | Aleta Valente (artista) | Alexandre Sá (artista, diretor Instituto de Artes - UERJ) | Alexandre Vogler (artista) | Alice Alfinito (gestora cultural) | Amanda Bonan (curadora - Museu de Arte do Rio) | Ana Alvarenga (arte educadora, artista) | Ana Maria De La Merced G.G.G. dos Anjos (Instituto Pretos Novos, Museu Memorial) | Ana Maria Tavares (artista) | Ana Miguel (artista) | Analu Cunha (artista, professora UERJ) | André Komatsu (artista) | André Parente (artista, professor UFRJ) | Andre Sheik (artista, curador) | Angela Detanico (artista) | Angela Magalhães (curadora) | Angela Mascelani (antropóloga) | Anna Accioly (jornalisa de arte e cultura) | Antonio Carlos da Silva Rodrigues (Instituto Pretos Novos, Museu Memorial) | Antonio Fatorelli (curador e professor  UFRJ) | Antonio Manuel (artista) | Beatriz Milhazes (artista) | Bernardo Mosqueira (curador, diretor artístico - Solar dos Abacaxis) | Bia Lessa (artista) | Bianca Leite (artista) | Brenda Valansi (ArtRio) | Brígida Baltar (artista) | Camila Rocha (artista, curadora e professora) | Carla Zaccagnini (artista, curadora) | Carlito Carvalhosa (artista) | Carlos Antônio Silva Gradim (produtor cultural) | Carlos Eduardo Félix da Costa (artista, professor PUC-RJ) | Carmela Gross (artista) | Caroline Valansi (artista) | Catarina Duncan (curadora - Solar dos Abacaxis) | Chiara Banfi (artista) | Cildo Meireles (artista) | Cinthia Marcelle (artista) | Clara Ianni (artista) | Clarisse Tarran (artista) | Claudia Bakker (artista) | Claudia Noronha (CWeA) | Cláudia Rose (coordenadora - Museu da Maré) | Consuelo Bassanesi (idealizadora e diretora Despina) | Cristina Salgado (artista e professora UERJ) | Daniel Murgel (artista - Atelier Sanitário) | Daniela Name (crítica de arte, curadora - revista Caju) | Ding Musa (artista) | Dora Longo Bahia (artista, professora ECA-USP) | Edgard de Souza (artista) | Eduardo Coimbra (artista) | Eduardo Mariz (artista) | Eleonora Santa Rosa (gestora cultural - MAR) | Eliana Finkelstein (diretora galeria Vermelho) | Elilson Nascimento (artista) | Erika Nascimento (curadora) | Ernesto Neto (artista) | Evandro Salles (artista, curador) | Evangelina Seiler (curadora) | Fabio Morais (artista) | Fábio Szwarcwald (diretor executivo MAM-RJ) | Fernanda Junqueira (artista) | Fernanda Magalhães (artista, professora UEL) | Fernanda Pequeno (curadora, professora UERJ) | Frances Reynolds (presidenta e fundadora Instituto Inclusartiz) | Frederico Almeida (galeria Clima) | Frederico Dalton (galeria Transparente) | Gabriel Zimbardi (produtor) | Gabriela Machado (artista) | Gaby Índio (galerista) | Gê Orthof (artista e professor UnB) | Geraldo Marcolini (artista e professor) | Gisela Motta (artista) | Glória Ferreira (curadora e crítica de arte) | Gui Martins Pinheiro (escritor e curador - Abapirá) | Guilherme Peters (artista) | Helmut Batista (criador do Capacete) | Heloisa Buarque de Hollanda (curadora, ensaísta e professora UQ - UFRJ) | Inês de Araujo (artista, professora UERJ) | Isabel Sanson Portella (curadora - Galeria do Lago, Museu da República) | Ivair Reinaldim (professor, curador) | Ivo Mesquita (curador) | Jacopo Crivelli (curador - Bienal de São Paulo) | Jan Fjeld (diretor galeria Vermelho) | Jarbas Lopes (artista) | Jessica Gogan (curadora, educadora - Instituto MESA) | Joana Traub Csekö (artista) | João Modé (artista) | João Vergara (diretor Arte Clube Jacarandá - Villa Aymoré) | Joaquim Paiva (artista, colecionador) | Jonathas de Andrade (artista) | Jorge Sayão (professor) | Jorge Vasconcelos (filósofo, teórico da arte, professor UFF) | Juan Eyheremendy (diretor galeria Vermelho) | Julio Castro (artista e coordenador Estudio Dezenove) | Keyna Eleison (diretora artística MAM-RJ) | Laura Lima (artista) | Leandro N Lima (artista) | Leno Veras (pesquisador ECO - UFRJ) | Leo Ayres (artista, curador, gestor Ali.Na.Alice) | Lia Chaia (artista) | Lourival Batista Patriota Neto (artista) | Luanda (artista, pesquisadora, fundadora Ateliê Terreiro) | Lucas Bambozzi (artista, professor FAAP) | Lucas Van de Beuque (diretor Museu do Pontal) | Luciano Vinhosa (artista, teórico da arte, professor UFF) | Ludimila de Oliveira (jornalista) | Luiz Camillo Osorio (crítico de arte, professor PUC-Rio) | Luiz Guilherme Vergara (curador, professor UFF e Instituto MESA) | Luiz Sérgio de Oliveira (artista, professor UFF) | Luiz Zerbini (artista) | Luiza Interlenghi (curadora, professora/ PUC-Rio) | Luiza Mello (produtora Automatica e Galpão Bela Maré) | Mara Fainziliber (colecionadora) | Marcelo Cidade (artista) | Marcelo Monteiro (Instituto Pretos Novos, Museu Memorial) | Marcelo Moscheta (artista) | Marcelo Pinto Vieira (artista, professor Museu da Maré) | Marcelo Velloso (diretor MAC-Niteroí) | Marcelo Zocchio (artista) | Marcia Fortes (galeria Carpintaria) | Marcia N. S. Ferran (artista, professora UFF) | Márcio Botner (diretor galeria A Gentil Carioca) | Márcio Doctors (crítico de arte, curador Casa Museu Eva Klabin) | Marcos Bonisson (artista) | Marcos Gallon (diretor artístico Verbo) | Maria Angélica Melendi (crítica de arte, professora EBA-UFMG) | Maria Moreira (artista, professora UERJ ) | Maria Nepomuceno (artista) | Mariana Pimentel (professora UERJ) | Marilá Dardot (artista) | Marina Buendia (galeria Vermelho) | Marta Nehring (roteirista) | Martha Niklaus (artista) | MATER - Movimento de Artistas de Teatro do Rio | Maurício Dias & Walter Riedweg (artistas) | Mauricio Ruiz (artista) | Max Perlingeiro (diretor galeria Pinakotheke) | Mercedes Viegas (galerista) | Milene Chiovatto (coordenadora Núcleo Educativo da Pinacoteca) | Milton Guran (fotógrafo, coordenador FotoRio) | Moacir dos Anjos (crítico, curador) | Moema Banquinho (artista, arte educadora) | Mônica Grandchamp (Projeto Ivens Machado) | Mulambo (artista) | Nadjaf Peregrino (curadora, pesquisadora) | Nanda Lemos (artista, designer) | Nara Reis (produtora cultural) | Nelcirlan Oliveira (artista, Projeto Morrinho) | Néle Azevedo (artista) | Nina Moraes (artista) | OPAVIVARÁ! (coletivo de artistas) | Pablo Lafuente (diretor artístico MAM-RJ) | Pablo Léon de la Barra (curador chefe MAC-Niterói) | Paula Alzugaray (curadora, editora revista seLecT) | Paula Terra-Neale (curadora) | Paula Trope (artista) | Paulo Herkenhoff (curador, historiador da arte) | Paulo Sergio Duarte (professor) | Petrucio Guimarães dos Anjos (Instituto Pretos Novos, Museu Memorial) | Pollyana Quintella (curadora, pesquisadora) | Prili (artista, arte educadore) | Rafael Lain (artista) | Raniere Dias (artista, Projeto Morrinho) | Raphael Fonseca (professor, crítico, curador) | Reage, Artista! (coletivo de artistas) | Regina de Paula (artista, professora UERJ) | Regina Pessoa (artista) | Renato Bezerra de Melo (artista) | Ricardo Basbaum (artista, pesquisador, professor UFF) | Ricardo Resende (curador Museu Bispo do Rosário) | Rochelle Costi (artista) | Rodrigo Lima (cineasta) | Rogério Reis (fotógrafo) | Ronald Duarte (artista, fundador do Imaginário Periférico) | Roosivelt Pinheiro (artista) | Rosana Palazyan (artista) | Rosângela Rennó (artista) | Silvana Marcelina (curadora) | Simone Cupello (artista) | Simone Michelin (artista, pesquisadora, professora UFRJ) | Solange Farkas (diretora Associação Cultural Videobrasil) | Suely Farhi (artista) | Suely Rolnik (crítica de arte, psicanalista) | Taís Baía (psicóloga, professora, artista) | Tania Rivera (ensaísta, psicanalista, professora UFF) | Tatiana Grinberg (artista) | Thelma Vilas Boas (artista, educadora - espaço Lanchonete <> Lanchonete) | Thiago Fernandes (curador) | Thyago Nogueira (curador, editor Instituto Moreira Salles) | Tupinambá Lambido (coletivo de artista) | Ulisses Carrilho (curador EAV) | Vade Retro Abacaxi  (coletivo de artistas) | Valéria Veras (arquiteta, curadora) | Walla Capelobo (pesquisadora) | Walter Carvalho (cineasta, fotógrafo) | Xico Chaves (artista)