Decision Maker

Natura


Does Natura have the power to decide or influence something you want to change? Start a petition to this decision maker.Start a petition
Petitioning Roberto Marques, Marianna Moraes, Antônio Luiz Seabra, Guilherme Leal, Pedro Passos, Natura

1,5% de cota de trabalhadores Trans e Travestis na Natura

Depois da Forbes anunciar que os bilionários da Natura ficaram 1,5 bilhão mais ricos em poucos dias, especula-se que devido a campanha de paternidade dita estrelada pelo ator Thammy Miranda – na verdade, foi apenas um post no Instagram do próprio ator, a empresa não escolheu ele para estar em suas redes sociais, nas revistas e na televisão. É louvável a posição da empresa em contratar pessoas transexuais. Mas elas precisam ser protagonistas de fato nas campanhas e é preciso verificar se a Natura é realmente uma das empresas que contrata trabalhadores e trabalhadoras trans em seu quadro de funcionários. Em 2018, a Natura & Co anunciou ter quase 20 mil colaboradores. É coerente com os lucros excepcionais alcançados recentemente que a empresa se comprometa a empregar, no mínimo, 1,5% de trabalhadores trans no seu total de funcionários, ou seja, pelo menos 300 pessoas transexuais e implantar a cota trans em sua política. Outra questão importante seria financiar, com seus produtos, projetos que revertem de fato benefícios para essa parcela da população que eles dizem defender. Devemos cobrar um compromisso da empresa em retribuir a essa parcela da população que tanto a faz enriquecer. Representatividade em comerciais é muito importante, autodeterminação da pessoa definir seu próprio gênero, também. Mas não enche a barriga de ninguém, é preciso garantir condições mínimas de vida e a redistribuição de renda através da empregabilidade e garantia de vida também é muito importante e essencial! Vamos pressionar para que a Natura firme um compromisso amplo com a população Trans, crie uma cota de trabalhadores Trans e Travestis em seu quadro de funcionários, contribuindo para a inserção de pessoas trans no mercado de trabalho e determine que parte das suas vendas seja destinada para capacitar a população trans. Compartilhe e assine o abaixo-assinado! Sugira demandas para a carta e participe do nosso grupo de ativismo pelas cotas trans!Pessoas que tem sugestões, críticas ou quiserem alterar o texto da carta a ser enviada para a Natura, podem participar dessa elaboração das demandas a serem levadas para empresa através do formulário (https://forms.gle/cTbXN3kbkmc3o7Gp9)Para participar do nosso grupo de ativismo pelas cotas trans no whatsapp entre em http://abre.ai/cotastrans #representatividade #redistribuiçãoderenda #empregabilidadetrans #transempregos #cotatransnanatura #cotastrans

Diego Fernandes
21,602 supporters
1,5% de cota de trabalhadores Trans e Travestis na Natura

Para a Natura, promover e apoiar a inclusão e a diversidade é essencial para gerar impacto social positivo. Esses valores estão expressos em suas Crenças e são coerentes com o posicionamento de contribuir para uma sociedade cada vez mais justa e próspera, com oportunidades para todos. Para orientar as práticas de valorização, promoção e gestão da diversidade e inclusão, a Natura possui, desde 2016, uma Política de Valorização da Diversidade, com a definição dos temas prioritários para sua atuação, dentre eles a equidade de gênero e LGBTQIA+. Além disso, a Natura garante a adoção do nome social para colaboradores e colaboradoras e, há 15 anos, oferece benefícios de saúde a casais LGBTQIA+. O berçário pode ser utilizado por filhos de colaboradores e colaboradoras que tiraram licença-maternidade – que, na Natura, não depende de identidade de gênero e orientação sexual, mas do papel escolhido pela pessoa no casal. A Natura, como parte do grupo Natura &Co (formado pelas empresas Avon, Natura, The Body Shop e Aesop), assumiu publicamente o Compromisso com a Vida para 2030, um plano abrangente que tem como um de seus pilares a defesa dos direitos humanos e a garantia de igualdade e inclusão em toda a sua rede. Uma das metas do grupo nesse pilar é aumentar a diversidade em cargos de liderança em 30%, levando em consideração critérios raciais/étnicos e sexuais, identidade de gênero e pessoas com deficiência.

4 months ago