MANIFESTO CONTRA A DEMISSÃO DO PROFESSOR DANIEL DE BEM DA UFFS

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 2.500!


O professor Daniel Francisco de Bem, professor de antropologia do Campus Erechim da Universidade Federal da Fronteira Sul, foi demitido da UFFS pelo envolvimento em uma discussão seguida de empurra-empurra com outro colega durante atividade sindical, nas dependências da UFFS. Chama a atenção o peso desproporcional da medida e o fato do outro professor envolvido no conflito ter sido somente suspenso.

A pena máxima de demissão atribuída ao professor Daniel de Bem é desproporcional ao ocorrido e causa um enorme impacto psicológico e econômico em sua vida e de sua família. Atuando há quase 10 anos na UFFS, o professor, por se envolver em um conflito de poucos minutos, tem sua carreira e vida familiar abalada com a sua demissão. Entendemos que problemas como este devem ser tratados de forma adequada e proporcional, enfatizando a dimensão educativa para que os conflitos sejam resolvidos de forma pacífica.

As medidas disciplinares tomadas contra ambos os professores envolvidos são excessivas mas nota-se evidências de seletividade na diferença de pena. Enquanto Daniel, professor negro, foi demitido, o outro colega envolvido no episódio, professor branco, foi suspenso. Não podemos deixar de ver aqui um traço de racismo institucional no qual o peso das punições cai sobre negros de forma sempre mais acentuada do que brancos.

Declaramos nossa solidariedade aos colegas envolvidos e defendemos a revisão desta decisão pela universidade, em especial ao professor Daniel de Bem que se encontra neste momento demitido da universidade e sem remuneração. Para fazer frente a esta situação, estamos organizando uma campanha de solidariedade para arrecadar recursos para que o professor Daniel de de Bem e sua família.