Queremos um parque com santuário para gatos sem lar em São José do Rio Preto

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 25.000!


São José do Rio Preto, no interior do estado de São Paulo, possui milhares de gatos habitando as ruas do município. Os gatos sem lar se reúnem em colônias, que estão espalhadas por terrenos baldios, bueiros e imóveis abandonados em todos os bairros da cidade. 

Atualmente, estima-se que entre 150 e 200 gatos vivem no Parque da Represa Municipal. No terreno do antigo Instituto Penal Agrícola (IPA) vivem, aproximadamente, 70 gatos. Lá esses bichanos, principalmente os filhotes, servem de presa para outros animais, como as cobras que também vivem ali. 

Eutanásia NÃO É opção ética e legal para o controle populacional dos gatos sem lar. A opção para promover bem-estar e controle da taxa reprodutiva desses animais é a criação de um SANTUÁRIO MUNICIPAL!

As condições precárias em que vivem os gatos sem lar de São José do Rio Preto são de conhecimento da Prefeitura e da Câmara Municipal. Ações de protetoras independentes não são suficientes para solucionar toda a problemática envolvendo os gatos. A fome e os maus-tratos são diários. O descaso municipal com os gatos sem lar está expondo os felinos à uma situação de sofrimento e pode interferir na cadeia alimentar, desencadear desequilíbrio ecológico,  e colocar em risco a saúde pública. 

Diante do exposto, vimos a solicitar que a prefeitura adote medidas visando o bem estar dos gatos sem lar e, consequentemente, a restauração gradual do meio ambiente em que hoje eles vivem. Os gatos sentem dores, tem sentimentos, se comunicam e podem até ter consciência de sua existência. Sendo assim, estes animais devem ter mais dignidade.

POR FAVOR, APOIEM NOSSA CAUSA ASSINANDO ESSA PETIÇÃO A FAVOR DO RONRON PARQUE: SANTUÁRIO MUNICIPAL PARA GATOS SEM LAR!



Hoje: Marcela está contando com você!

Marcela Aldrovani precisa do seu apoio na petição «Queremos um parque com santuário para gatos sem lar em nossa cidade!». Junte-se agora a Marcela e mais 16.712 apoiadores.