Queremos que Flávio Bolsonaro e Queiroz esclareçam R$ 1,2 milhão encontrados pelo Coaf

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 25.000!


Uma reportagem do Estadão revelou que um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) apontou movimentação atípica de 1,2 milhão de reais em uma conta no nome de Fabrício de Queiroz, ex-assessor e motorista do deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) – filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro – entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017.

O Ministério Público já intimou tanto Queiroz quanto Flávio a deporem sobre a situação fiscal, mas ambos se esquivaram

Não defendemos nenhum partido político ou usamos este abaixo assinado por causa pessoal. Apenas queremos que seja tudo esclarecido e que os dois responsáveis deponham no MP! Queremos uma explicação para a origem do dinheiro depositado, que, segundo o Coaf, é “incompatível com o patrimônio, a atividade econômica ou ocupação profissional e a capacidade financeira” do ex-assessor Queiroz. 

O relatório também cita que foram encontradas na conta transações envolvendo dinheiro em espécie, embora Queiroz exercesse uma atividade cuja “característica é a utilização de outros instrumentos de transferência de recurso”.

Queremos uma investigação clara e limpa, sem interferências dos poderosos que agora compõem o governo Bolsonaro! Só queremos que a justiça seja feita pois ninguém esta acima da lei.



Hoje: Bruno está contando com você!

Bruno Emanuell precisa do seu apoio na petição «Queremos que Flávio Bolsonaro e Queiroz esclareçam R$ 1,2 milhão encontrados em relatório do Coaf». Junte-se agora a Bruno e mais 17.435 apoiadores.