TPDs e CDs necessitam urgente de apoio econômico, linhas de crédito, benefícios fiscais.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 15.000!


O objetivo deste abaixo assinado é chamar atenção dos governantes do Poder Legislativo e do Governo Federal para os profissionais autônomos da área odontológica, Técnicos em Prótese Dentária (TPD) e Cirurgiões Dentistas (CD) em geral, que muitas vezes passam desapercebidos  pelas esferas governamentais e políticas econômicas.


Pedimos políticas de apoio econômico, linhas de crédito com juros baixos (equivalente aos praticados na poupança), forma fiscal diferenciada e tranquilidade para que o profissional possa sentir-se seguro e garantir o equilíbrio das contas durante este período de crise econômica que está surgindo devido à crescente Pandemia do Covid-19. 

Nossa profissão é insalubre, somos expostos diariamente a agentes infectantes, radiação, poluição sonora, posições ergonomicamente insalubres que comprometem nossa postura corporal e potenciais vetores de doenças.

Consequentemente levamos estes fatores para dentro de nossas casas, colocando em risco nossas famílias e amigos. Porém, o INSS não nos beneficia com aposentadoria especial, já que somos autônomos e não temos "comprovação" do risco.


Estamos fazendo nossa parte, abrindo mão do atendimento em consultório e também nos laboratórios de próteses, por respeito aos pacientes e funcionários em consonância ao pedido dos orgãos de controle a fim de coibir o avanço dessa crescente pandemia. Por outro lado, não teremos faturamento, pois não recebemos salário fixo, décimo terceiro , férias, FGTS, tão pouco seguro desemprego. Muito pelo contrário, nossa categoria assim como a medicina, é a que mais sofre com abatimento do imposto de renda, bem como seguros de saúde e responsabilidade civil, conselhos de classe, ISS, taxa de coleta de lixo, gastos com equipamentos e manutenções preventivas, funcionários, aluguel, condomínio, segurança privada, cursos e congressos, água, luz, telefone etc.

As empresas são beneficiadas por juros baixos e isenção fiscal, empregados e servidores públicos tem seus respectivos sindicatos ou conselhos de classe que os representam de forma ativa, porém protéticos e dentistas autônomos ficam esquecidos de tais benefícios.

Muitas vezes trabalhamos até mais de12 horas por dia para garantir que as contas sejam pagas no final do mês. 

Nunca tivemos voz, chegou a nossa vez de falar!
Protéticos e Cirurgiões Dentistas autônomos, na sua maioria são empreendedores individuais, que dependem exclusivamente de sua força pessoal de trabalho para ter seu rendimento mensal. São responsáveis por manter sua estrutura de trabalho cercada de equipamentos, normas sanitárias e funcionários.

A odontologia é uma classe que nunca se encaixa nas políticas de apoio e desenvolvimento do governo, seja liberando linhas de crédito ou uma atenção diferenciada quando relacionada a impostos e incentivos. Classificados como profissionais liberais, seguem as regras de outras profissões que não necessitam da complexa estrutura necessária para desempenhar seu trabalho como médicos e advogados por exemplo.


Conto com seu apoio e de seus contatos para que sejamos reconhecidos como parte importante e que também necessita da atenção dos legisladores do nosso país. Queremos atenção e políticas públicas específicas para nossas necessidades.