Diga NÃO a taxação do Sol na Energia Solar proposta pela ANEEL

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 15.000!


A ANEEL quer derrubar a resolução 482/2012, que rege os micro autogeradores de energia limpa e sustentável, o que a tornará inviável gerar energia limpa em quantidade no país. Cada 100 KWH (uma casa média gasta 300KWH por mês) é equivalente a uma árvore perdida. Se mais 10% da energia do Brasil viesse de energias renováveis, hoje menos de 1% da energia vem de fontes fotovoltaicas, seriam poupadas o equivalente a 5 bilhões de arvores por ano, salvaríamos a Amazônia. O número é assombroso! Sujas Termoelétricas poderiam ser definitivamente desligadas, ficaríamos menos dependentes das chuvas, não inundaríamos mais a floresta, entre tantas outras vantagens. Sabidamente a Aneel é defensora dos interesses dos grandes oligopólios corruptos do setor energético, como Furnas (operada por anos pelo PSDB), Eletrobras (explorada pelo PT e PMDB), Eletronuclear, e as dezenas de estatais de energia como FURNAS, CEB, CEMIG, CHESF, e tantas outras, além das privadas igualmente envolvidas em malfeitos, como CPFL, Norte Energia e tantas outras organizações gigantescas. O objetivo da ANEEL é proteger uma pequeníssima fatia do lucro dessas gananciosas empresas à custa do planeta, indo contra todo o resto do mundo! Diga não a mudança da Resolução 482/2012 da ANEEL. Quem quiser conhecer a infame resolução é só acessar "Consulta 025/2019" na página da Aneel: https://www.aneel.gov.br/consultas-publicas