Por uma vida digna para animais abandonados

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 2.500!


Sr. Prefeito João Doria,  em nome daqueles que mais sofrem, e sofrem calados por não terem voz na sociedade, "os animais" , pedimos que olhe por eles e os ajude. 

A questão dos animais abandonados nas ruas representa atualmente um problema não só de saúde pública mas um problema principalmente falta de ética e respeito com a vida.
Somos todos seres sencientes que sentimos dor, fome sede, medo, frio, calor e todos estamos sujeitos a ficar doentes. Atualmente na cidade de São paulo segundo a OMS, são pouco mais de 2 milhões de animais abandonados, dos 30 milhões que vivem nas ruas de todos o país,  perambulando sujos, magros, famintos e doentes, invisíveis aos olhos da sociedade, reviram o lixo atrás de comida, ficam doentes de tanto descaso, vivem no relento sob o sol forte ou o frio intenso. As muitas ONGS, centros de abrigos e protetores independentes,  já não dão mais conta de recolher e abrigar animais, encontram-se todos sobrecarregados com superlotação e precisam lidar diariamente com o abandono de animais em seus portões.


* - Precisamos com urgência de uma política de incentivo a adoção consciente e "não abandono" que infelizmente pela falta de empatia das pessoas, aumenta a cada final de ano.  

* - Precisamos incentivar a adoção consciente e não a compra de animais de raça, pois esse comércio,  aumenta a cada dia o numero de abandonos e de criadouros de fundo de quintal, onde muitas vezes, os animais são resultado de cruzamento entre espécies que resultam em cães propícios a doenças. 

* - Precisamos incentivar a castração, indiretamente, a castração também contribui para a diminuição do índice de abandono, além da saúde do animai, pois quanto maior a população de animais, maior a impossibilidade de cuidar de todos adequadamente. Outras consequências decorrentes do abandono também são evitadas ou diminuídas, tais como: a incidência de zoonoses; as situações de violência - por parte dos humanos e até de outros animais, e os acidentes de trânsito.

* - Precisamos de políticas de incentivo a "Famílias de Acolhimento Temporário (FAT) ou Lares Temporários (LT)"  >> (Nomes usados por protetores)
O excesso de animais nos albergues impedem que as Associações possam acolher animais em circunstâncias particulares que necessitam de uma atenção mais personalizada ou mesmo como forma de ajudar as instituições que estão lotadas.  

* - Criação de um "Banco de alimentos para animais" onde seja incentivada a contribuição, não só de alimentos mas também de materiais de limpeza e alguns medicamentos básicos .
A crise econômica afetou muitas famílias, e mesmo ongs e centros de ajuda, e com isso aumenta a  dificuldade para os alimentar e dar-lhes cuidados veterinários, sobretudo se o cão ou gato está doente. 

* - Programas de incentivo a Denuncias de maus-tratos, não só de cães e gatos mas de todas as espécies.
São Paulo agora tem uma Delegacia Eletrônica de Proteção Animal (DEPA), que proporciona agilidade nas denúncias e nas averiguações de crimes contra animais e atende não só na capital mas em  todo o Estado de São Paulo por meio do link www.ssp.sp.gov.br/depa

* - Leis que punam severamente flagrantes de abandonos e maus-tratos. 

* - E um programa de incentivo para outros políticos que se destaquem em trabalhos que beneficiem animais , "Política exemplar", Onde o político que se destacar venha a ter sua imagem e trabalhos amplamente divulgados.  Assim, São Paulo se tornaria um exemplo de administração para os animais e incentivaria políticos de outras cidades a fazer o mesmo.


 ** - Uma medida imediata que a prefeitura poderia tomar pelo menos para aliviar um pouco a fome e a sede de tantos animais, seres inocentes, vítimas do sistema, que perambulam pelas ruas seria as "Cabines de ração e água" que a exemplo de Istambul,  junta cuidado com a natureza e com animais urbanos na Turquia.
A cabine recolhe garrafas de plástico para reciclagem, em troca, libera água e ração para os animais de rua da cidade. 


Algumas leis existem:

O Decreto brasileiro Nº 24.645/34 prevê pena para todo aquele que incorrer em seu artigo 3º, item V, “abandonar animal doente, ferido, extenuado ou mutilado, bem como deixar de ministrar-lhe tudo que humanitariamente se lhe possa prover, inclusive assistência veterinária”.

Já a Lei nº 9.605 de 12 de fevereiro de 1998, dispõe sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente, e dá outras providências em seu Art. 32:

Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos:

Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa.

1º Incorre nas mesmas penas quem realiza experiência dolorosa ou cruel em animal vivo, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos.

2º A pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal.



**O que a população precisa é de políticos que realmente nos representem, nos ouvindo e nos ajudando! 





Fontes:
* - http://felicianofilho.com.br/noticias/delegacia-eletronica-de-protecao-animal-de-autoria-do-deputado-feliciano-filho-comeca-a-funcionar-em-sp/
* - http://revistagloborural.globo.com/Colunas/planeta-bicho/noticia/2014/07/maquina-oferece-racao-e-agua-para-caes-em-troca-de-garrafas-plasticas.html
* - http://www.mapaa.org.br/segundo-oms-brasil-tem-30-milhoes-de-animais-vivendo-nas-ruas/

* - http://www.valealternativo.com.br/n/4144/mais-de-30-milhoes-de-animais-abandonados-vivendo-nas-ruas
* - https://anda.jusbrasil.com.br/noticias/100362251/sp-tem-aproximadamente-2-milhoes-de-animais-abandonados-nas-ruas



Hoje: Carol Stein está contando com você!

Carol Stein precisa do seu apoio na petição «Prefeitura de São Paulo : Por uma vida digna para animais abandonados». Junte-se agora a Carol Stein e mais 1.930 apoiadores.