Pela demissão e prisão do servidor público que matou duas onças pardas em Santa Catarina!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 10.000!


Vídeos que mostram a tortura e o assassinato brutal de duas onças pardas (Puma concolor), por caçadores de Santa Catarina, viralizaram na semana passada. As imagens foram gravadas por eles mesmos nos momentos em que matavam os animais a pauladas, tiros e com o auxílio de cachorros. As onças mortas - mãe e filho, segundo informações do IBAMA - são animais silvestres ameados de extinção. No Sul do Brasil, a espécie é popularmente chamada de "Leão Baio". 

Uma das pessoas que aparece nos vídeos, em um deles segurando a cabeça do filhote e fazendo ameaçadas a quem se “bobeasse com ele”, é Lauri Sutil Narciso, ex-vereador de Agrolândia, município de Santa Catarina.

Em 2006, ele esteve envolvido em esquemas de desvio de dinheiro público, no que ficou conhecido como o “escândalo dos servidores públicos”. Na época, um grupo de funcionários públicos foi passear em Foz do Iguaçu e no Paraguai usando dinheiro do município. Quando isso ocorreu, os desvios geraram prejuízo de mais de R$ 11 mil reais a Agrolândia, segundo reportagens da época, e os envolvidos ficaram impedidos de exercer cargos políticos pelo período de oito anos. 

Hoje, segundo o portal da transparência de Agrolândia, Lauri ocupa um cargo público na Secretaria de Obras e Infraestrutura do município. Diante do crime ambiental que praticou e pelo histórico político que tem, exigimos a exoneração (demissão) do funcionário do cargo que ocupa na prefeitura atualmente e a responsabilização criminal de todos os envolvidos. Hoje, o caso está com a Justiça Federal e o Ministério Público Federal. 

A impunidade de um caso como este faria com que as mortes de animais essenciais para o equilíbrio do ecossistema e que precisam ser preservados e protegidos fosse em vão. Também abriria um grave precedente para que mais casos semelhantes a esse se repetissem. 

Para pedir ao Ministério Público Federal a responsabilização criminal dos envolvidos e, à prefeitura de Agrolândia a demissão de Lauri Sutil Narciso do cargo que ocupa, assine o abaixo assinado.

Você também pode entrar em contato com as entidades por meio dos seguintes contatos: 

Ministério Público Federal (Procuradoria da República de Rio do Sul):
(47) 3411-2255
E-mail: prmriodosul@mpf.mp.br

Prefeitura de Agrolândia: 
(47) 3534-4212 
E-mail: urbano@agrolandia.sc.gov.br

Secretaria Municipal de Infraestrutura: 
(47) 3534-4155 
E-mail: jonas@agrolandia.sc.gov.br

Chefia de Gabinete da Prefeitura:
(47) 3534-4212
E-mail: daniele@agrolandia.sc.gov.br

Para ver os vídeos e saber mais sobre o caso, clique aqui.



Hoje: Observatório de Justiça e Conservação está contando com você!

Observatório de Justiça e Conservação precisa do seu apoio na petição «Pela demissão e prisão do servidor público que matou duas onças pardas em Santa Catarina!». Junte-se agora a Observatório de Justiça e Conservação e mais 8.917 apoiadores.