Não vamos deixar o Hospital Federal Cardoso Fontes fechar!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 75.000!


Solicitamos sua atenção nesta iniciativa popular contra o encerramento das atividades do Hospital Federal Cardoso Fontes (HFCF), enquanto uma unidade de cuidado geral na atenção terciária à saúde.

O HFCF é uma das principais referências hospitalares da Zona Oeste do Rio de Janeiro, direcionado ao atendimento de média e alta complexidade, além da emergência. No entanto, sua capacidade de atendimento vem sendo abreviada devido ao fechamento de clínicas, enfermarias e outros serviços especializados essenciais à população.

A falta de recursos humanos é um ponto crítico. Profissionais experientes estão se aposentando sem que novas vagas para reposição do quadro sejam abertas: o último concurso foi realizado em 2005, há 12 anos. Adicionalmente, não há novos contratos temporários e os antigos não estão sendo renovados.

Com isso, a disponibilidade de leitos está sendo gradativamente reduzida e a capacidade de realização de tratamentos e diagnósticos, das diversas especialidades, diminuída. Recentemente, a enfermaria de gastroenterologia foi desativada. À medida em que as demais especialidades são encerradas, o índice de pacientes de oncologia vem aumentando.

Há um projeto que visa entregar esse hospital, bem como outras unidades de saúde, à administração privada por meio de Organizações Sociais (OS). Para agravar ainda mais essa iniciativa, o projeto se baseia na demanda oncológica do HFCF e propõe que seja uma unidade especializada em oncologia, sem levar em consideração os demais pacientes que são atendidos na unidade. A referida iniciativa está sendo liderada pelo Deputado Federal Júlio Lopes, por meio do requerimento de número 3.906 de 2017.

O projeto, portanto, coloca em segundo plano todos os pacientes acometidos por outras patologias, que tem no HFCF seu porto seguro através de 32 serviços ambulatoriais e 14 de internação. Embora igualmente importantes e sujeitos ao agravamento de suas patologias, tais pacientes ficarão sem atendimento. O serviço de pediatria, por exemplo, possui enfermarias, CTI e inúmeros ambulatórios especializados como: cardiologia, pneumologia, nefrologia, gastroenterologia, endocrinologia, neurologia, infectologia, reumatologia, além de suporte de otorrinolaringologista e cirurgia pediátrica.

Cabe ressaltar, ainda, que há cinco anos o Iaserj foi demolido, com a perda de 400 leitos antes oferecidos à população, a pretexto de ali ser construída mais uma unidade do INCa. Atualmente, o local encontra-se abandonado. Sendo assim, essa proposta é, ao nosso ver, completamente descabida e vai de encontro ao direito à saúde. Nós precisamos de um atendimento de saúde digno: a saúde é um direito constitucional elencado no artigo 196, da Carta Magna.

Assim, solicitamos:

- a manutenção das atividades do Hospital Federal Cardoso Fontes, com o pleno funcionamento das clínicas, enfermarias e ambulatórios;

- a abertura imediata de concurso público para reposição do quadro de funcionários;

- a contratação de pessoal por meio de novos contratos temporários de forma emergencial;

- a renovação dos contratos temporários vigentes.

Agradecemos a quem leu até aqui e assinou a petição!

 



Hoje: Sos Hospital Federal Cardoso Fontes está contando com você!

Sos Hospital Federal Cardoso Fontes precisa do seu apoio na petição «Não vamos deixar o Hospital Federal Cardoso Fontes fechar!». Junte-se agora a Sos Hospital Federal Cardoso Fontes e mais 55.322 apoiadores.