JUSTIÇA POR MARIANA FERRER

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 10.000!


Mariana Ferrer uma blogueira que foi dopada e estuprada em um beach club, onde foi convidada para ser embaixadora do café la musique em Florianópolis e aceitou por acreditar ser um local seguro e idôneo.

Em casa sua mãe conta que seu vestido estava cheio de sangue e com um forte cheiro de esperma(provas apresentadas na delegacia no dia seguinte), e que Mariana estava desorientada e chegava até escorregar pelas paredes.

Mariana não tem nenhuma lembrança de seu estuprador, foi levada já dopada para um lugar que não conhecia, onde foi descoberto mais tarde nas investigações da polícia que só tem acesso quem paga muito ou sócios.

André Camargo Aranha estava sendo investigado devidamente até descobrirem que ele é um homem de influência. Depois disso Mariana relata que as investigações já não eram mais as mesmas. Foi ai que Mariana Ferrer já conhecida na internet resolveu expor o caso para cobrar justiça.

O processo está na reta final(fase instrução) depois é o julgamento(sentença) cobrem a condenação do réu ANDRÉ CAMARGO ARANHA.

Como vcs podem ajudar:

1. Dando voz de fato ao caso para que não seja abafado. É assim que a comoção popular acontece e mostramos que não aceitamos nada menos que justiça na íntegra 

2. Cobrando órgãos competentes: MPSC eTribunal de Justiça de SC

Assine e compartilhe essa petição para ajudar o caso a ganhar mais visibilidade, que ele não seja esquecido e nem abafado. Só queremos JUSTIÇA por Mariana Ferrer, uma jovem de 21 anos que teve sua virgindade e seus sonhos roubados enquanto exercia sua profissão.

* Com essa resolução da justiça de Santa Catarina, abre um precedente para que outros estupradores aleguem a mesma coisa, tranformando a vítima em culpada pelo próprio abuso. Iremos agora regredir agora nos nossos direitos?? 

Abre aqui uma brecha na lei, que poderá ser usada por estupradores de mulheres e meninas.Ficarão impunes? Sairão ilesos?

Todas as conquistas de direitos ao respeito a mulher caem por terra. Passamos a ser vistas como coisas a serem usadas...assedidas...abusadas...estupradas...

Somos seres humanos não coisas....

Somos cidadãs...não objetos....

Queremos e merecemos respeito.

Aqui assinam mulheres e homens que não aprovam isso. Mulheres e homens que desejam continuar crendo e tendo fé na justiça, mas uma justiça justa! Não isso que estamos presenciando.

Nós não somos a minoria....somos a MAIORIA NESSE PAÍS!!! 

E solicitamos que esse caso seja revisto.

 

Não iremos nos calar!!! 

Nada menos do que a justiça!!

Justiça para Mariana Ferrer!

Justiça para todas as mulheres do Brasil

 

Cleonice Almeida

Cordenação 

Campanha Rio Grande do sul contra o abuso