Justiça para o Tigrão, encontrado morto e muito machucado.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 15.000!


Nesta segunda-feira (29.04.2019) foi encontrado o corpo do Tigrão, um dos cachorros que habitava as dependências da Universidade Federal de Uberlândia no campus Umuarama. O corpo foi encontrado enterrado atrás de um bloco da universidade, todo machucado, sujo de sangue com o crânio e mandíbula quebrada. O Tigrão era um cachorro de médio porte, tinha uma caixa com cobertor, e uma coleira escrito UFU, era castrado e tinha a pelagem rajada, manso e calmo.

Nós, estudantes, ex-estudantes, funcionários e pessoas que se importam com a vida queremos saber quem fez esta barbárie, sendo assassinato ou acidente, e o por quê, além das devidas providências.

Temos por objetivo alcançar o Ministério Público Estadual para que apure este caso trazendo justiça e na medida do possível, calmaria ao corações inquietos. Pedimos também que a Divisão de Vigilância e Segurança Patrimonial da UFU( Universidade Federal de Uberlândia) conceda o acesso às gravações e imagens de segurança do campus.

Toda vida importa, até a dos animais abandonados, ao caminhar pelos campus, fica clara a procura de atenção e carinho dos animais com quem percorre a universidade, até mesmo à noite, todos os cachorros vão para perto do guardas.

Ao não ser investigado, o responsável e simpatizantes ficaram motivados a continuarem com suas atitudes covardes. Por isso nós pedimos a sua assinatura, para conseguirmos nossos objetivos.

#TigrãoVive