Fraude no Concurso da Polícia militar do Estado de Sergipe

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!


As provas foram realizadas no dia 1º de julho, quando dois homens foram presos em flagrante na tentativa de fraudar o concurso.

Um deles foi submetido a exame de raio-x onde foi detectado um aparelho de celular escondido dentro de um gesso que protegia o braço esquerdo. O outro estava com um aparelho celular colado com fita embaixo da mesa da prova.

Porém mesmo com essa tentativa de fraude, Seplag SE, juntos com Policial militar do Estado de Sergipe em acordo com relizadora IBFC, resolveram dar continuidade ao andamento do concurso.

Ainda não foram identificados outros envolvidos na fraude,por isso pedimos o cancelamento do concurso e a realização de outra Prova Objetiva,para termos certeza que os princípios da Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência sejam aplicados.

No início da tarde desta quinta-feira (2) o juiz da 1ª Vara Criminal do município de São Cristóvão (SE), Manuel Costa Neto concedeu liminar suspendendo o concurso da Polícia Militar de Sergipe. A decisão atendeu a um pedido de dois candidatos que participaram da prova objetiva e se sentiram prejudicados pela suspeita de fraude.

O juiz afirma que a integridade do certame foi afetada após a prisão de dois homens que tentaram fraudar o exame. E só pode ser restaurada com a realização de uma nova prova com a devida fiscalização. Em caso de descumprimento, a multa é de R$ 100 mil. A decisão prevê ainda a suspensão das próximas etapas do concurso.

A Secretaria de Planejamento e Orçamento e Gestão (Seplag) informou que vai se reunir com a empresa que organizou o concurso e deve se pronunciar sobre a decisão posteriormente.

 



Hoje: Tiago está contando com você!

Tiago Da Cruz Santos precisa do seu apoio na petição «Ministério público do Estado de Sergipe: Fraude no Concurso da Polícia militar do Estado de Sergipe». Junte-se agora a Tiago e mais 6 apoiadores.