CFM e resolução 2227/18 decidida arbitrariamente sem ampla discussão das entidades médicas

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 50.000!


A resolução 2227/18 foi aprovada arbitrariamente pelo CFM sem ampla discussão com as entidades médicas . Essa resolução prevê a TELEMEDICINA como prática de atendimento médico a distância , que vai totalmente contra a boa prática médica . Exclue a necessidade da consulta presencial , da anamnese , do exame físico , da orientação sobre exames e tratamentos . Elementos fundamentais a boa prática médica . Ainda , será o tiro de misericórdia tanto na saúde pública já falida e na saúde suplementar . Sim , na saúde suplementar de planos básicos , de trabalhadores de baixa renda que possuem seus planos pro forma e são atendidos precariamente  Quem ganha com isso ? As grandes operadoras de saúde e grandes hospitais que dizem usar como modelos sistemas usados em países com realidades sócio culturais totalmente diferentes .  Essa prática sempre foi abominada desde os primeiros anos de faculdade , em todas as matérias e enfatizadas nas aulas de ética médica . Quantos colegas não foram julgados e condenados pelos CRMs e pelo próprio CFM por terem realizado orientações telefônicas ? Resolução feita na surdina , totalmente suspeita . Alguém ou alguns lucrando muito , e o povo brasileiro mais uma vez pagando caro por isso . Médicos quase todos , exceto os envolvidos na telemedicina das grandes corporações , revoltados sem ter a quem recorrer .