Preciso urgente SUS continue com a assistência ao meu pai após cirurgia cerebral

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 500!


Queremos justiça para Enor Agostinho Polidoro,que trabalhou desde os seus 14 anos de carteira assinada,sempre contribuiu com o INSS,com 7 salários mínimos e atualmente recebe apenas 2,teve que passar por uma cirurgia pra retirada de um tumor benigno no cérebro passou por ótimos especialistas,porém o médico da família,não consegue autorizar liberação de fraldas,dentista porque um dente deu problema,fisioterapeuta pra ajudar a recuperar os movimentos,fonoaudióloga,ambulância para sua retirada de dentro de casa,porque ele perdeu o movimento do lado direito de todo o corpo.A família inteira está ajudando no que pode,infelizmente não temos mais condições,precisamos de fraldas de alimentos pagamos aluguel no centro de porto alegre,próximo do hospital e mesmo assim tão longe pela dificuldade,segundo a assistente social,o Enor Polidoro não tem a ajuda financeira do INSS pra pagar um ajudante,seu filho de 22 largou o trabalho e trancou a faculdade Federal de Porto Alegre de Odontologia pra cuidar do pai,agora se encontram abandonados,tendo pedir ajuda urgente pois seu cartão de credito não tem mais credito,não se tem dinheiro pra pagar o básico como agua e luz.