Abelhas e Agrotóxicos: a iminência da extinção

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.000!


Atualmente, o Brasil possui mais de 2467 agrotóxicos em circulação, que em grande parte são formados por imidacloprido e fipronil, substâncias extremamente tóxicas. Apesar de serem usados somente para pragas, acabam também matando as abelhas, insetos polinizadores que são responsáveis por 80% da fecundação de plantas. Estas aumentam e possibilitam a produção e nossos alimentos e seus derivados, e sem elas a raça humana desaparecerá em pouco tempo. Em três meses, 500 milhões de abelhas foram encontradas mortas em somente quatro estados brasileiros. Para que elas possam ser salvas, queremos solicitar a proibição do uso destes agrotóxicos em São Paulo para o Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, de modo que a raça humana e as abelhas não sejam extintas da face da terra.