Meu irmão sofreu racismo na escola, isso é CRIME! Queremos que adotem medidas!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 35.000!


No dia 25 de outubro meu irmão Matheus Santana de Souza sofreu racismo de um inspetor de alunos da Escola Conselheiro Ruy Barbosa. Ele estava pegando a apostila quando ouviu do funcionário as seguintes palavras: “Volta pra sala seu preto, pretinho. Vai logo, pretinho”. Temos testemunhas do ocorrido e o caso foi passado para a diretoria - mas o mediador da escola disse que apenas deu uma advertência verbal.

Matheus estuda nessa escola há 3 anos e já viu esse mesmo funcionário chamar as crianças de macaco e já aconteceram situações em que ele filmou as meninas saindo do banheiro. Sendo assim, com todos esses antecedentes, a escola precisa e deve tomar uma providência URGENTE pra que nossas crianças possam ter um mínimo de segurança e respeito nos espaços lá dentro. Não podemos mais permitir e nos cegar pra essas atitudes, que além de absurdas, são consideradas CRIME!

Mas apenas afastar o funcionário não é o suficiente. Precisamos tomar providências para evitar que casos assim aconteçam de novo dentro da escola. Por isso gostaria de pedir também uma capacitação de todos os funcionários em relação a racismo, fazendo palestras e orientando-os ao que devem fazer quando testemunharem casos assim - afinal, racismo é CRIME e precisamos combate-lo! #ChegaDeRacismo