#LIBERDADEPARAGUILHERME

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 7.500!


                        Carta em apoio à Liberdade para Guilherme!

     Guilherme Teixeira Mendonça de Matos foi preso INJUSTAMENTE na última quinta feira, dia 17 de Outubro, em São Paulo-SP, acusado pelo homicídio de um policial civil que ocorreu no dia 06 de Outubro as 7 AM.

     Na data e horário do homicídio, Guilherme estava na casa de sua namorada, cuidando de seus dois filhos. Há diversas provas quanto a esse álibi que foram ignoradas.
      O único fator que liga Guilherme ao crime é o veículo que foi utilizado durante o homicídio. Trata-se de um carro Gol que já foi de Guilherme, entretanto, foi vendido e legalmente transferido em 2014! Já houve diversos proprietários após essa venda nos últimos anos.
Então, não há nenhuma evidência além de especulação e arbitrariedade nessa acusação.

      A polícia diz que Guilherme foi abordado na região onde ocorreu o crime, na Cidade Dutra, em duas datas, 13 e 25 de Setembro, mas ele estava no trabalho. Guilherme é corretor e o controle da roleta de atendimento desses dias está documentado e em posse da família!

      O Guilherme é um homem preto, pai, marido, trabalhador, artista, que está com sua liberdade cerceada pela lógica do sistema carcerário-racista.
É mais uma família inteira fragmentada.

      Perante a ausência de evidências que justifiquem a prisão de Guilherme, perante o entendimento de que a liberdade e a dignidade são direitos plenos que estão sendo cerceados de um homem inocente, perante o entendimento dos danos familiares, materiais e psicológicos irreversíveis que foram causados até o momento, nos colocamos em total apoio e exigimos a liberdade imediata de Guilherme Teixeira Mendonça de Matos para que ele possa provar sua inocência em liberdade e em apoio de seus familiares, amigos e sociedade solidária.

     Não há nenhuma outra medida imediata e cabível para esse contexto de injustiça que não seja sua liberdade!

                                                                                  Outubro de 2019, São Paulo/SP.