Grupo Selmi, está na hora de colocar um basta no confinamento de galinhas em gaiolas!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 5.000!


Prezado Sr. Ricardo Selmi,

O Grupo Selmi é um dos grandes líderes do setor de massas no Brasil. Contudo, você deve estar ciente que toda a reputação criada ao longo de 117 anos de atuação no mercado poderá ser manchada devido à postura inflexível do Grupo Selmi em lidar com a questão do confinamento de galinhas em gaiolas para a produção de ovos. 

Diversas empresas líderes do setor - e inclusive concorrentes diretas da Selmi, como a J Macêdo e a Barilla já adotaram uma política de ovos de galinhas poedeiras criadas sem uso de gaiolas, pois já estão cientes de que os consumidores finais prezam por marcas que não praticam tortura animal. . O Grupo Selmi, por sua vez, é categórico ao afirmar que não possui interesse na causa do bem-estar animal e permanece irredutível com a prática das gaiolas.

As galinhas vivem confinadas em gaiolas de arame tão pequenas que não podem caminhar livremente e nem mesmo abrir suas asas. Essas condições deploráveis de confinamento extremo causam um estresse horrível nas aves, resultando em severa perda de penas e outras lesões.

Isto é uma crueldade contra animais que os consumidores não vão tolerar.

Chegou a vez do Grupo Selmi se comprometer com uma política 100% livre de gaiolas!