Vacina Já para todas as Pessoas com Deficiência! #UmaDoseDeRespeito

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 75.000!


Esta campanha é fruto de um movimento que reúne 36 associações, grupos e coletivos da sociedade civil (subscritas abaixo).

Nosso objetivo é pressionar os Governos Federal, Estaduais e Municipais para que TODAS as pessoas com deficiência acima de 18 anos, no Brasil, sejam vacinadas IMEDIATAMENTE, independente de critérios de idade – como alguns estados estão determinando.

Vivemos um grave momento, em que o Brasil atinge mais de 370.000 mortos pela COVID-19 e, embora lutemos em defesa da vacinação ampla e imediata de toda população, diante desse infeliz cenário de escassez de vacina, é preciso definir critérios claros buscando garantir o princípio da preservação da vida.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reconhece que as pessoas com deficiência apresentam maior vulnerabilidade e risco de contrair a COVID-19, já que muitos apresentam:

- imunidade mais baixa e comorbidades associadas;
- dificuldades de seguir os protocolos de segurança;
- necessidade de encostar nos objetos para obter informações sobre o ambiente ou para se apoiar fisicamente;
- necessidade de suporte de cuidadores  e de terapias

As pessoas com deficiência estão morrendo de COVID-19 em uma proporção muito maior que a população em geral. Um estudo, publicado em março de 2021 em uma importante revista científica em medicina (New England Journal of Medicine - https://catalyst.nejm.org/doi/pdf/10.1056/CAT.21.0051), constatou que as pessoas com deficiência intelectual nos Estados Unidos têm seis vezes mais chances de morrer de COVID-19 que pessoas sem deficiência. Em pessoas com deficiência mais jovens (entre 20-39 anos), a taxa de mortalidade chega a ser 30 vezes maior do que em relação a pessoas sem deficiência.

Apesar de as pessoas com deficiência permanentes terem sido reconhecidas como grupo prioritário - na fase 3 da 5º Edição do Plano Nacional de Imunização - em alguns estados, esse grupo será vacinado, junto com outros setores da sociedade, seguindo critério de idade.

Essa deliberação não atende a urgência, a vulnerabilidade e o direito à vida das pessoas com deficiência. É necessário que sejam vacinadas com prioridade absoluta, independentemente de sua idade.

Nossa reivindicação é amparada na Lei Brasileira de Inclusão que assegura que em situações de risco, emergência ou calamidade pública, a pessoa com deficiência será considerada vulnerável, devendo o poder público adotar medidas para sua proteção.

O que estamos exigindo é que se cumpra a lei e se tome decisões amparadas em estudos científicos que comprovam essa urgência.
 
Convidamos todos a entrarem nessa luta com a gente para pedir prioridade absoluta para a vacinação das pessoas com deficiência! É urgente para salvar vidas vulneráveis.
 
Uma sociedade justa e inclusiva é uma sociedade melhor para todos!
 
Subscrevem essa campanha:

Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência – CONADE;
Comissão dos Direitos Humanos da OAB-RJ;
Comissão dos Direitos da Pessoa com Deficiência – CDPD/OABRJ;
Frente Parlamentar do Congresso Nacional em Defesa da Pessoa com Deficiência;
Federação das Associações Pestalozzi;
Aliança Rara do Rio - ARAR;
Ame Down/RJ;
Amigos e Pessoas com Deficiência de Funcionários do Banco do Brasil e Comunidade – APABB;
Angelman Brasil;
Associação Brasileira da Síndrome de Prader-Willi - SPW Brasil; Associação Brasileira da Síndrome de Rett - Abre-te;
Associação dos Deficientes Visuais do Estado do Rio de Janeiro – ADVERJ;
Centro de Apoio à Inclusão - CAIS;
Centro de Vida Independente do Rio de Janeiro – CVI-Rio;
Comissão do Empreendedorismo Jurídico da OAB-Barra (CEJ);
Correndo pelo Autismo;
Cristo Inclui;
Grupo Juntos;
Movimento Down;
Inclusivamente;
Instituto Aldo Miccolis (IAM);
Instituto Vidas Raras;
Movimento Inclusão Legal (MIL);
Movimento Operação do Bem;
Nitdown;
Observatório Direitos do Paciente;
Operação do Bem;
Papo Especial;
Paratodos;
Podcast Acessando Lucília;
Rede Orienta;
Serendipidade;
Somos Todos Especiais;
Turma do Jiló.