Conscientização global, financiamento, pesquisa e tratamento para a pele com queloides.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 5.000!


Olá, tudo bem!?

Chamo-me Marina Nascimento tenho, 29 anos e moro no Brasil. Desde os 14 anos eu tenho uma condição na pele chamada queloide. Há cerca de três meses, eu abri minha conta do Instagram para criar uma rede de contatos, compartilhar relatos de pessoas que possuem o mesmo distúrbio e abordar abertamente sobre ele.

Queloide é o crescimento excessivo de tecido cicatricial na pele que é dolorido, pruriginoso (que coça), ultrapassa os limites da ferida original e com o passar dos anos as queloides vão aumentando de tamanho. Podem surgir de uma lesão de acne, queimaduras, feridas, cirurgias, etc.. É um distúrbio que afeta fisicamente e emocionalmente muitos brasileiros, mais de 2 milhões de pessoas são acometidas todos os anos no país.

Alguns tratamentos são indicados como injeções de corticoides, crioterapia, cirurgia para remoção, lasers, betaterapia, algumas pomadas, dentre outros. Contudo, até o presente momento não temos um tratamento único e efetivo, além de que os atuais apresentam um grau elevado de reincidência. Por essa razão, gera muita frustração para as pessoas que buscam uma solução e melhor qualidade de vida.

As pessoas merecem uma resposta. Não é apenas um tratamento estético.

Estamos cansados de pular de médico em médico, de hospital a hospital, de escutar que não há tratamento, que não tem solução e gastar muito dinheiro em tratamentos que mais pioram a condição! Não podemos mais esperar! Não podemos ver outras gerações sofrendo e passando pelas nossas mesmas lutas!

Essa petição busca:

- Conscientização Global da doença

- Incentivo a criação de grupos de pesquisas com foco em queloides em todos os estados e países Sul-americanos.

- Pressionar os governos e agências de financiamento para financiar estudos com o foco em pesquisas de queloides e cicatrizações.

- Nós queremos e precisamos de dermatologistas, cirurgiões e outros profissionais da área da saúde que estudem e explorem opções viáveis e menos dolorosas de tratamento. Muitos relatos que recebi na minha página apontam o descaso da área com a doença.

Por favor, apoie a causa e assine a petição.

Essa condição é mundial. Estados Unidos, Reino Unido e África estão nessa luta também.

Contacte-me, siga-me e venha ver nossas histórias reunidas no meu perfil do Instagram @marigeburt.