Apoio aos trabalhadores das Artes Cênicas da Bahia e criação da Lei de Emergência Cultural

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 5.000!


Em tempos de pandemia, a Arte agoniza na Bahia. Trabalhadores do teatro baiano, amigos e colegas de ofício, criaram o Plano de Crise Para as Artes Cênicas da Bahia, ainda no mês de março, para tentar dialogar com os órgãos locais da Cultura. Desde o dia 25 de março de 2020, enviamos um documento para a Prefeitura Municipal de Salvador (Fundação Gregório de Matos) e Governo do Estado da Bahia (Secretaria de Cultura do Estado e da Fundação Cultural do Estado), com sugestões para um plano de emergência de apoio a artistas, técnicos e produtores que estão sem trabalho desde o início do isolamento social e fechamento dos teatros e cancelamento/adiamento de temporadas e eventos. Artistas da cena vivem da cena, e o palco é o nosso trabalho. 
Estamos impossibilitados de trabalhar por tempo indeterminado.Temos obtido respostas, ainda que não emergenciais para a gravidade da situação.Nós artistas, temos pressa, e em nome do Plano de Crise para as Artes Cênicas, estamos tornando pública a necessidade de respostas e ações em caráter de EMERGÊNCIA para socorrer toda cadeia produtiva das artes na Bahia, na capital e no interior. É desoladora a sensação de invisibilidade dos profissionais de um setor tão produtivo e gerador de empregos para alguns gestores num momento tão difícil para todos. APOIE NOSSO PLANO DE CRISE e a criação da LEI DE EMERGÊNCIA CULTURAL. Os trabalhadores da cena precisam sobreviver. A ARTE TAMBÉM PRECISA RESPIRAR

* siga nossa página no facebook para maiores informações