MAR VIVE - Pela permanência do Museu de Arte do Rio e da Escola do Olhar

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 50.000!


MAR VIVE

Ao Excelentíssimo Sr. Prefeito Marcelo Crivella,

O Museu de Arte do Rio de Janeiro, o MAR, é uma instituição única. Fortalecido por profissionais de notória competência, em seis anos de trabalho, o MAR é hoje um verdadeiro Museu-Escola, que discute e ressignifica a cidade e suas possibilidades simbólicas. Com programação de excelência (60 mostras, desde 2013), tornou-se o mais importante e propositivo museu do Rio de Janeiro e um dos dois mais visitados do país. Em 2019, até o mês de novembro, foram 557 mil visitantes – 40% a mais que o registrado no ano passado –, totalizando quase três milhões de pessoas desde sua abertura. Com visibilidade internacional, o Museu estimula o turismo, gera empregos e renda para o município.

O MAR tem uma proposição de amor com nossa cidade. Inclusivo, aberto à diversidade e à pluralidade de nossa cultura, proporciona à população um espaço de aprendizado e lazer. Suas atividades e exposições atraem visitantes de um perímetro urbano ampliado, que antes raríssimas vezes tinham essa oportunidade. Práticas educativas orientadas para as trocas simbólicas fazem o público se sentir representado e voltar ao museu. Começa, assim, sua integração ao circuito habitual das instituições culturais da cidade.

O setor educativo da Escola do Olhar recebe alunos oriundos da rede pública, vindos da zona oeste à baixada fluminense, além de oferecer regularmente cursos de formação para professores dos ensinos fundamental e médio. Ao longo de 6 anos, cerca de 92.000 crianças e jovens participaram dessas atividades, e aproximadamente 270.000 pessoas das visitas educativas. O museu mantém, ainda, programas em parceria com universidades. Todas essas ações têm papel inovador para a educação.

O acervo do MAR conta com mais de 9 mil peças museológicas e 20 mil itens de arquivo, de amplo perfil histórico. Inclui obras-primas da arte brasileira e internacional, sejam da Antiguidade, da Arte Indígena, do Barroco, do Modernismo ou do Contemporâneo, além de preciosidades da iconografia do Rio de Janeiro. Um bem público estimado em 150 milhões de reais. Essa potente coleção, uma das mais importantes do país, foi construída em grande parte por doações realizadas por artistas, galeristas e colecionadores, que o fizeram pela confiança nas diretrizes do MAR. Garantir a integridade desse notável acervo é uma responsabilidade ética e material do MAR.

Apesar da história de êxito e reconhecimento, o MAR hoje vive a incerteza quanto ao seu futuro. Com importantes exposições agendadas para o ano corrente e para 2020, além de novas doações e parcerias de apoiadores, o museu é uma plataforma de arte e educação que deve ser mantida e preservada de qualquer instabilidade, em benefício da Cidade do Rio de Janeiro.

A classe artística, constituída de artistas, pensadores, críticos, curadores, educadores e produtores subscritos a seguir, vem recorrer à Prefeitura do Rio de Janeiro, na figura de seu representante, Marcelo Crivella, para que não permita que o MAR feche suas portas um dia sequer e evite que a atual crise se torne ainda mais aguda, o que causaria muitos danos à cultura e à imagem da nossa cidade. Gostaríamos de entregar pessoalmente a Vossa Excelência o original desta carta, através de uma comissão de artistas e, assim, reforçar nossa disposição de contribuir para a permanência do MAR, patrimônio do Rio de Janeiro e do Brasil.