Eu quero a minha MTV de volta: Pela digitalização do acervo da MTV Brasil.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 7.500!


Em 20 de outubro de 2020, a MTV Brasil (hoje sendo referida como MTV Brasil Abril e/ou Antiga MTV) completa 30 anos. Sendo a terceira versão da MTV a ser lançada no mundo e primeira da marca a estrear na TV aberta, a versão brasileira da Music Television esteve presente nos lares de todo o Brasil sobre o comando do Grupo Abril durante 23 anos. Nesse meio tempo, a emissora foi responsável por momentos marcantes na história da TV brasileira, no cenário musical e na cultura em geral.

O canal foi responsável por apresentar ao Brasil diversos nomes consagrados no universo televisivo como Astrid Fontenelle, Zeca Camargo, Maria Paula, Marcos Mion, Marcelo Adnet, Tata Werneck, dentre outros. Além de discutir temas intitulados como “tabus” pela sociedade em plena TV aberta como a luta contra a AIDS, orientação sexual e política, trazendo assim ao seu telespectador não só conteúdo musical e videoclipes, mas também um olhar crítico e responsável ao que estava acontecendo.

Uma das marcas registradas é a campanha "desligue a tv e vá ler um livro" que reflete na mente de muitos brasileiros até os dias de hoje, servindo como tema de monografias e discussões nos cursos de graduação audiovisual. Além de tudo o que já foi citado, a "Antiga MTV Brasil" possui em seu acervo um conteúdo musical gigantesco que conta com acústicos, entrevistas e shows exclusivos de cantores e bandas como Legião Urbana, Kid Abelha, Charlie Brown Jr., Tim Maia, Roberto Carlos e muitos outros. Conteúdo esse que precisa ser apresentado às gerações futuras de brasileiros.

Desde o fim do comando da Editora Abril em 2013, o público não tem acesso aos programas da emissora que fizeram história pois um acervo com mais de 33 mil fitas não está disponível para visitação e também não foi disponibilizado em serviços de streaming.

Desta forma, os perfis @amtvquedeucerto, @mtvbrasilmemorias e @mtvtop20, como fãs do legado deixado pela “Antiga MTV” organizaram este abaixo-assinado com o objetivo de buscar uma forma de fazer com que aconteça um acordo entre a Editora Abril e a Viacom para que o material produzido, produzido entre 1990 e 2013, seja disponibilizado em plataformas virtuais ou através de um canal de memórias da emissora, para possíveis consultas do público, ex-funcionários e artistas. Afinal, o material produzido pela emissora durante seus 23 anos de história é uma cultura necessária e de extrema importância para a reflexão do telespectador e o acervo musical brasileiro.