Vitória

Manifesto contra o obscurantismo no Prêmio Jabuti, da CBL

Este abaixo-assinado foi vitorioso com 8.480 apoiadores!



Nós, escritores, editores, jornalistas e profissionais do livro abaixo-assinados, manifestamos nossa indignação com as declarações do presidente do conselho curador do Prêmio Jabuti, Pedro Almeida, publicadas no domingo 24 de maio em sua página no Facebook, que negam os riscos relacionados à Covid-19 e questionam a gravidade da doença e a mortalidade por ela provocada, além de colocar em dúvida a necessidade do isolamento social para debelar a crise.

Mais importante prêmio literário brasileiro, o Prêmio Jabuti é um patrimônio cultural e científico de todos os intelectuais e profissionais do livro do país e tem um compromisso inegociável com a ciência, a responsabilidade social e o combate à disseminação de notícias falsas.

O posicionamento de Pedro Almeida é incompatível com a responsabilidade do curador de um prêmio que celebra a produção científica brasileira, bem como a obra de escritoras e escritores que hoje se encontram vulneráveis à Covid-19. Além de irresponsáveis, tais palavras desonram nomes como o do escritor Sérgio Sant'Anna, vencedor do Jabuti, que morreu de Covid-19, bem como do cronista Aldir Blanc, do tradutor Fernando Py, da tradutora Olga Savary e de outros grandes intelectuais brasileiros cuja memória as declarações de Pedro Almeida desrespeitam.

Nós, abaixo-assinados, entre os quais há muitos vencedores do Prêmio Jabuti, o declaramos moralmente desautorizado para o cargo e aguardamos uma resposta imediata da Câmara Brasileira do Livro. 



Hoje: Afonso está contando com você!

Afonso Borges precisa do seu apoio na petição «Escritores : Manifesto contra o obscurantismo no Prêmio Jabuti, da CBL». Junte-se agora a Afonso e mais 8.479 apoiadores.