CONTRA o cardápio de LUXO do Supremo Tribunal Federal

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 300.000!


Um estudo de 2017 mostrou que 5,2 milhões de brasileiros passam fome. Mesmo diante desse triste cenário, o STF divulgou uma licitação sobre “serviços de fornecimento de refeições institucionais”, pedindo um cardápio de luxo que terá um gasto estimado em R$ 1,1 milhão de reais!

O pedido inclui: café da manhã, brunch, almoço, jantar e coquetel. Os maiores absurdos aparecem nos pedidos específicos no cardápio, algumas exigências:

Bobó de camarão, camarão à baiana, medalhões de lagosta com molho de manteiga queimada, bacalhau à gomes de sá, frigideira de siri, moqueca, arroz de pato, vitela assada, codorna assada, carré de cordeiro, medalhões de filé mignon.

Não para por aí, as exigências para bebidas são:

Se for vinho tinto seco, precisa ser de safra igual ou posterior a 2010 e que “tenha ganhado ao menos 4 premiações internacionais”, além disso, querem que seja envelhecido em barril de carvalho francês ou americano, de primeiro uso, por um período mínimo de 12 meses.

Caipirinhas só serão aceitas com cachaça de alta qualidade, envelhecidas em barris de madeira nobre por 1 ou 3 anos. Uísques precisam ser envelhecidos por doze, quinze ou dezoito anos.

O STF se defende dizendo que o edital segue as recomendações do Ministério das Relações Exteriores, porém, ignora o fato de que poucos brasileiros possuem acesso a cardápios desse nível. Assine para lutarmos contra mais um privilégio político, enquanto brasileiros morrem de fome!