1 resposta

Contra a exclusão de Surdos: rede de ensino estadual de MT não tem intérprete de libras

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 150.000!


Meu nome é Regilayne Santos e tenho um filho com deficiência auditiva em grau severo, ele não escuta nada. A única forma dele estudar é tendo uma intérprete de libras.

Com a pandemia, meu filho vem sendo extremamente prejudicado em seu desenvolvimento educacional. Mesmo sabendo da necessidade do meu filho, a escola vem ignorando este fato e mandando as atividade para ele igual a que é enviada para os outros alunos. Fato este que vem afetando também  o psicológico do meu filho, pois ele pergunta da escola, quer aprender, mas quando vê as atividades não consegue realizá-las.

Eu, enquanto mãe de uma criança que depende de uma intérprete, estou desesperada para resolver a situação. O meu filho está se sentindo excluído e dói meu coração ter que ver meu filho querendo aprender mas sem a possibilidade.

Ao relatar os problemas que venho sofrendo pelas redes sociais, tive contato com outras mães do Mato Grosso que estão passando pela mesma situação. As crianças não podem continuar sendo excluídas dessa maneira, elas estão sofrendo e tendo o aprendizado prejudicado.

Apelo pela sua solidariedade com a situação dessas crianças e a do meu filho. Trata-se de uma mãe desesperada para amparar o seu filho.

Está na Lei 10.436 (de 24 de abril de 2002) que a criança surda tem direito de ser matriculada numa turma de uma escola comum junto com crianças de sua idade, com garantia de meios e recursos que supram os seus impedimentos à aprendizagem e ao seu desenvolvimento afetivo e cognitivo. Venho solicitar que esta lei seja cumprida neste período de isolamento social no Mato Grosso!  Peço ajuda de todos para que chegue nas autoridades competentes!