Boicote Nacional ao Carrefour: Justiça Por Beto!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 25.000!


João Alberto Silveira Freitas, 40 anos, foi espancado até a morte por seguranças do Supermercado Carrefour do bairro Passo D'Areia, em Porto Alegre.

O episódio de violência racial aconteceu ontem, dia 19/11/20, na véspera do Dia da Consciência Negra. O vídeo que circula nas redes sociais não deixa dúvidas sobre a covardia do ocorrido. Dois seguranças do supermercado Carrefour, sob o olhar de um policial militar fora de serviço, espancam até a morte um homem negro sem nenhuma possibilidade objetiva de se defender. Não é a primeira vez que a rede de supermercados Carrefour é reincidente em casos de violência racial, e, portanto, precisa ser responsabilizada por essas práticas.

Não se trata de exceção, violência racial é regra na rede de supermercados Carrefour e suas filiadas. Por isso, a Coalizão Negra por Direitos apresentou representação ao Ministério Público Federal e Ministério Público do Rio Grande do Sul para abertura de investigação contra o Carrefour e responsabilização da empresa pela prática de crime de racismo. Ao mesmo tempo, convocamos toda a sociedade brasileira para impor um grande BOICOTE NACIONAL a esta rede comercial e empresarial. Não vá e não compre no Carrefour!!!

O racismo continua empilhando nossos corpos negros e tratando nossas vidas como descartáveis. Não podemos mais admitir que crimes como esse aconteçam e passem impunemente!!! Que os responsáveis sejam devidamente responsabilizados!!!

VIDAS NEGRAS IMPORTAM!